[Relatórios da Campanha] O Maestro.

    Compartilhe
    avatar
    -Rockstar-
    Administrador
    Administrador

    Mensagens : 933
    Reputação : 23
    Data de inscrição : 01/07/2010
    Idade : 24
    Localização : Sacro-Império de Arunafeltz.

    [Relatórios da Campanha] O Maestro.

    Mensagem  -Rockstar- em Seg Jan 17, 2011 8:59 pm



    Relatório do Ato I : O Fim de Um Legado.



    Estavam presentes neste dia todos do qual descrevo nesta lista:

    Joselitol

    Joseaugusto

    Riori

    -Rockstar-

    |-Kyon-|

    Yasunori ~

    Bento Quevedu

    Brunie

    *Light Moon*


    Fim de Tarde em Rachel, a cidade estava em paz, uma brisa gélida vinda do norte assoprava por entre os prédios, balançando as folhas das arvores secas da região. Mas poucos sabiam que a capital era peculíar como seu deserto, quando sereno e tranquilo, anúnciava por meio de sua beleza exótica a tempestade de areia que iria se formar. Enterrrando a todos que ficassem para apreciar sua beleza.

    Ao oeste, na Planície de Ida, um grupo de pessoas desciam do aeroplano, pisando com suas botas na areia fina do deserto. Eram os Guardiões de Freya, que aos poucos adentravam na cidade e se dirigiam a Sede Secundária do Clã, chamando a atenção dos moradores de Rachel.

    Dentro da sede estava Rockstar, nervoso e preocupado, enxugando a testa com as próprias mangas afim de aliviar a ansiedade. Aos poucos, os membros começaram a entrar na sede e sentavam-se sobre o sofá da sala, aguardando o discurso de seu líder que estava em pé ao centro.

    Rockstar olhou ao seu redor e percebeu que o número de membros era maior que o esperado, ele sabia que muitos não chegariam a tempo pois estavam em terras distantes ou então, por não terem recebido a carta a tempo.Então o comandante respirou fundo e deu inicio ao seu discurso.

    - Olá Guardiões, venho lhes comunicar que hoje me afastarei do Clã.

    Os olhos cheios de dúvida começaram a surgir em torno de rock, junto com a pergunta em comum: "Por que?".

    - Infelizmente, estou sendo acusado por ter entregue informações confidênciais junto com a localizações de bases militares de Arunafeltz para o Reino de Midgard. Mas francamente, nem sei de tal informação.

    A pequena alquimista Moon, sem entender a gravidade da situação, levantou-se e foi a frente de Rockstar.

    - Então eu assumirei a liderança! Disse ela.

    Não contendo o nervosismo, Rockstar manda-a se calar, era a primeira vez que gritara com ela. O que fez com que Riori a retirasse dali, colocando-a novamente no sofá.

    O fato é que nem Rockstar sabia os motivos das acusações, sendo que seu amigo, o Sumo-Sacerdote Zhed disse a ele que haviam provas concretas para acusa-lo, mas que deveriam ser forjadas.

    Derrepente, a porta da sede é aberta. Em contraste com a luz vinda de fora, um espadachim se faz presente, sorrindo e acompanhado de dois Guardas Reais. Sendo primeiramente confundido com um membro, alguns o encaram até que o mesmo começou a falar.

    - Vim levar o Comandante Rockstar para sua cela. Ele diz em tom irônico.

    Vários membros se levantam e colocam-se a frente de Rockstar para o impedi-lo. Alguns como Joselitol e Yasunori apenas ficam a observar tentando entender o que se passava ali.

    - Não o impessam -diz Rockstar- pois nada temo. Só peço que descubram quem é Skoll.

    Spoiler:

    Os dois guardas se aproximam e algemam Rockstar. Mas antes de leva-lo, Adolar Vigrid retira a coroa de Rockstar e coloca-a em seguida pedi aos guardas para levar o comandante ao Templo.

    -Eu, Adolar Vigrid, Tenente do Exército do Sacro-Império de Arunafeltz assumirei o comando dos Guardiões de Freya.

    O lorde Joseph August se levanta e rindo com irônia responde:

    - Me recuso a receber ordens de um espadachim.

    - Sou espadachim - diz Adolar- Pois não quero me juntar a sua laia e ser um cavaleiro de Rune Midgard. E agradeça ao Sumo-Sacerdote Zhed. Se não fosse ele o senhor estaria preso agora.

    Ainda confuso pela situação, Brunie se levanta e nega-se a ser subordinado do espadachim, Adolar o expulsa do Clã.
    - Mais algum? Saibam que a porta está aberta. Ele completa.

    Enquanto que Joseph era acalmado por seus amigos, os arruaceiros Kyon e Riori se aproximam e fazem a entender terem aceitado o novo líder. Até que a pequena Moon novamente se levanta e senta a frente do Tenente.

    - Retire-se daqui já, como ousas ficar a frente de um Tenente? Ele diz com repuguinância.

    - Todos devem saber que assumirei a líderança deste clã e o mesmo será re-instituido ao Exército do Império, sendo desfeita a Aliança com os dois estados, isto é, Rune Midgard e a República de Schwarzwald. Também, as três sedes secundárias não pertenceram mais a este clã, já que o mesmo tem compromisso apenas com Arunafeltz, o Antigo Templo de Veins será a nova sede.

    Spoiler:

    O lorde Joselitol, que até então encontrava-se em silêncio desde a chegade de Adolar questiona:

    - Mas por que isso? Ele diz olhando com seriedade para o espadachim.

    - Todos estão no inquérito contra Rockstar. Mas não fiquem assim, hoje é um dia em que a justiça será feita, assim Rockstar será punido por traição.

    Até que alguns membros, retomam a voz e perguntam qual seria a sentença.

    - A sentença vária de prisão perpétua à enforcamento. Diz o tenente olhando todos a sua volta.

    - Devemos buscar ajuda com Rune Midgard, ela deve interferir ou atrasar o processo. Diz Joselitol.

    Adolar aproxima-se e o encara com um tom cordial. O senhor quer uma guerra? Então fique calado.

    - Por isso, joguem fora seus brasões e queimem seus simbolos, agora vocês pertencem a Arunafeltz! Terão simbolos novos a usarem. Ele termina.

    O até então responsável por pregar a palavra de Freya nos outros reinos, Bento Quevedu, pergunta se poderia continuar seu trabalho mas é negado até então, até que o espadachim tomasse a decisão e anúnciasse.

    Adolar Vigrid, se despede e diz estar indo ao Templo de Rachel, que estava disposto a fazer mudanças no Clã. Ele sai porta a fora e se dirige ao templo. Atrás dele, por entre as sombras, estava o Templário Brunie.

    Fim do Primeiro Ato.


    avatar
    Lorelei
    Beholder
    Beholder

    Membro
    Mensagens : 45
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 27/12/2010
    Idade : 26

    Re: [Relatórios da Campanha] O Maestro.

    Mensagem  Lorelei em Seg Jan 17, 2011 11:54 pm

    Eu estive presente. Loguei naquele horário só para participar disso aí, porque tava ocupado na hora da RP (Tanto é, que cheguei um pouco atrasado). Gastei dinheiro e tempo indo pra Rachel, perguntei para o clã - que tava com no mínimo uns 8 online na hora - várias vezes feito bobo "Onde tá acontecendo a RP??", "To em Rachel, onde vocês estão??", esperei bem uns 10 minutos e ninguém se deu ao trabalho de me responder.

    Que papelão ein Guardiões de Freya... Realmente esperava mais de vocês, mas parece que pus ânimo demais onde não deveria.

    Isso me cortou qualquer ânimo de participar do restante da Rp, por isso é provável que eu nem vá participar.
    avatar
    -Rockstar-
    Administrador
    Administrador

    Mensagens : 933
    Reputação : 23
    Data de inscrição : 01/07/2010
    Idade : 24
    Localização : Sacro-Império de Arunafeltz.

    Re: [Relatórios da Campanha] O Maestro.

    Mensagem  -Rockstar- em Ter Jan 18, 2011 12:06 am

    Lorelei escreveu:Eu estive presente. Loguei naquele horário só para participar disso aí, porque tava ocupado na hora da RP (Tanto é, que cheguei um pouco atrasado). Gastei dinheiro e tempo indo pra Rachel, perguntei para o clã - que tava com no mínimo uns 8 online na hora - várias vezes feito bobo "Onde tá acontecendo a RP??", "To em Rachel, onde vocês estão??", esperei bem uns 10 minutos e ninguém se deu ao trabalho de me responder.

    Que papelão ein Guardiões de Freya... Realmente esperava mais de vocês, mas parece que pus ânimo demais onde não deveria.

    Isso me cortou qualquer ânimo de participar do restante da Rp, por isso é provável que eu nem vá participar.

    Riori respondeu, passou-se 10 minutos e você deslogou, eu sinceramente não vi. Mas depois ele mesmo falou para nós durante a Rp em off.
    avatar
    Lorelei
    Beholder
    Beholder

    Membro
    Mensagens : 45
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 27/12/2010
    Idade : 26

    Re: [Relatórios da Campanha] O Maestro.

    Mensagem  Lorelei em Ter Jan 18, 2011 12:24 am

    Respondeu? Errado, pois até o momento de eu deslogar, tenho certeza de não ter tido NENHUMA resposta, porque fiquei com o olho colado na caixa esperando a resposta. Deve ter respondido depois que saí (De que adiantou ter respondido então?).
    avatar
    -Rockstar-
    Administrador
    Administrador

    Mensagens : 933
    Reputação : 23
    Data de inscrição : 01/07/2010
    Idade : 24
    Localização : Sacro-Império de Arunafeltz.

    Re: [Relatórios da Campanha] O Maestro.

    Mensagem  -Rockstar- em Ter Jan 18, 2011 12:37 am

    Olha, posso imaginar o que está sentindo, mas ele falou que havia respondido. Por que não tento mandar pm? Por mais que seja triste o fato de 10 online não terem lido o chat do clã, não pode nos culpar pois tenho certeza absoluta que não foi proposital.

    Obs: Se você tivesse ido ao fórum teria achado a localização.

    Olhe:

    " Amigos, membros dos Guardiões de Freya.

    Peço o comparecimento de todos no dia 17 de Janeiro na Sede Secúndaria do Clã em Rachel às 17:00 horas, sem atrasos.

    A situação é de extrema importância.

    Abraços, Comandante Freyano Rockstar."
    http://guardioesdefreya.forumeiro.com/t186-campanha-rp-o-maestro#1116

    e depois para achar a sede:

    http://guardioesdefreya.forumeiro.com/t92-bases-do-cla

    Nas imagens para ser bem claro, e também aparece fotos com mini mapa mostrando a localização.

    Sei que não é uma resposta valida mas poderia ser feito, e você poderia ter entrado durante a Role Play sem qualquer problema.

    Abraços, Rockstar.

    Spoiler:
    Como já disse, você é um ótimo Role Player, vai desistir por apenas ter perdido o início? Seu nome é importante para este clã e muitas aventuras virão, a primeira parte foi só uma intro (durou 50 min), seu personagem terá muito o que investigar!
    avatar
    Lorelei
    Beholder
    Beholder

    Membro
    Mensagens : 45
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 27/12/2010
    Idade : 26

    Re: [Relatórios da Campanha] O Maestro.

    Mensagem  Lorelei em Ter Jan 18, 2011 2:28 am

    Eu sabia que era na sede, mas não sabia onde ficava a sede. E não me lembrei de que tinha a explicação do lugar no fórum.

    Fiquei severamente chateado com o ocorrido e, principalmente, com os presentes no momento do ocorrido - que foram omissos - mas em consideração ao que você e o Bento Quevedu me mandaram por PM, vou fazer o possível para continuar. Não sei se vou poder estar on no horário (por causa de coisas off), mas vou fazer o possível para estar lá. Achei essa RP muito interessante.

    Riori
    Beholder
    Beholder

    Mensagens : 5
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 12/01/2011

    Re: [Relatórios da Campanha] O Maestro.

    Mensagem  Riori em Ter Jan 18, 2011 12:00 pm

    Relatório Extra Oficial - Planejamento no Laboratório

    Após Riori convencer o novo comandante Adolar a deixar Moon continuar suas pesquizas em paz sob sua observação, deixou a cede não oficial então seguiu para fora da casa onde fora abordado por Brunie, onde tiveram um pequeno desentendimento e continuaram andando até adentrarem no laboratório de Moon localizado acima da loja de utilidades onde ela trabalhava, então ele começou.

    -Devemos fazer algo para ajudar o Rock, só espero que os outros raciocinem e entrem no jogo dele, pois fora do clã terão menos utilidade do que dentro...agora vamos ao planejamento!

    Então Riori trancou o laboratório para se certificar de que ninguem entrasse enquanto conversavam, e Moon respondeu inocentemente.

    -Agente poderia fazer um bolo envenenado e dar para aquele espadachim!

    Então Riori suspirou e bebeu um longo gole de rúm e voltou a falar, de maneira calma

    -Agente tem de fazer algo realmente efetivo, ele falou algo sobre Skoll de Fenrir...agente devia procurar algo a respeito...agora onde...?

    Então Moon novamente se pôs a falar de maneira inocente.

    -Vamos perguntar na rua?

    Então Riori bebeu o ultimo gole de rúm que tinha e falou.

    -Chamaremos muita atenção...por hora vamos fazer o que dissemos que iamos fazer pois devemos estar sendo vigiados...você vai aprender a fazer rúm!

    Então Moon respondeu orgulhosa.

    -Eu sei Fazer Rúm!

    -Certo... faz algumas garrafas que eu vo provando vendo se está bom.

    E terminaram sua conversa e começaram a estudar.
    avatar
    -Rockstar-
    Administrador
    Administrador

    Mensagens : 933
    Reputação : 23
    Data de inscrição : 01/07/2010
    Idade : 24
    Localização : Sacro-Império de Arunafeltz.

    Re: [Relatórios da Campanha] O Maestro.

    Mensagem  -Rockstar- em Qua Jan 19, 2011 9:01 pm

    Relatório do Ato II: Consequência Lógica

    Estavam presentes neste dia todos do qual descrevo nesta lista:

    - Lorelei -

    Bento Quevedu

    Brunie (Bruno117)

    'Kozue Kobato*~

    Yasunori ~

    *Light Moon*

    Riori

    joseaugusto

    Yokow

    -Rockstar-




    Após a condenação do ex-comandante Rockstar ter sido anunciada, boatos por todo Sacro-Império de Arunafeltz se espalharam. Este que tornou-se o assunto principal a ser comentado do Templo de Rachel até as tavernas mais obscuras de Rune Midgard, obrigou os Guardiões de Freya a agir o mais rápido possível.

    Munido de um pouco de rum e com a ajuda de sua protegida Moon, o arruaceiro Riori enviou uma mensagem a todos para que se encontrassem no andar superior da Loja de Utilidades em Rachel. Sendo lá, no laboratório de Moon o palco das ações dos guardiões de agora por diante, pois todas as bases em todos os reinos estavam sobre as mãos dos soldados de Adolar Vigrid.

    Brunie, o templário que foi expulso oficialmente do clã logo após o Tenente Oficial assumir, passou algumas horas nas ruas de Rachel a procura de pistas.Por fim, percebeu seus amigos pela cidade e resolveu segui-los encontrando-os no laboratório.

    O justiceiro Lorelei, sacerdote Bento Quevedu, o menestrel Yasunori e a ilustre suma-sacerdotisa elfica Kozue Kobato encontravam-se no laboratório junto Moon e Riori.

    Riori então fecha a porta e passa a olhar para todos ali presentes, que aos poucos iam se acomodando naquela pequena peça.

    -Quais as medidas agora? Diz o sacerdote preocupado.

    - Eu sei... me escolherem como nova líder! Diz Moon sorridente.

    Riori tira então uma bala de seu bolso e entrega para a menina passar o tempo sem dizer bobagens, ele diz:

    - Agente precisa achar algo sobre Skoll.

    Bento Quevedu concorda, e passa a explicar os acontecidos para Lorelei, o justiceiro parecia confuso por não estar ciente de todos acontecimentos que ocorreram nos últimos dias. Então sugeriu para todos procurarem auxílio da República de Schwartzwald.

    A conversa passa a caminhar para uma discussão sem fim, forçando Kozue Kobato a assumir a liderança do grupo e passar a palavra para cada um. Mesmo assim as conversas paralelas continuam, e a elfa torna-se agressiva, batendo sobre a mesa.

    Lorelei cansa-se da discussão e por não ser ouvido e resolvi trilhar seu próprio caminho com apoio da Guilda dos Justiceiros em Embroch. Silenciando-se.
    Para o justiceiro o mais importante era salvar seu líder nem que precisa-se traçar um plano invasivo e resgata-lo.

    Brunie, o templário expulso, fica confuso em meio as discussões. Principalmente quando é citado sobre o diário do qual Rockstar havia dito, ele sugeri ir consultar Zhed mas é ignorado pelos membros. O templário entra em estado de fúria bate sobre a mesa, calando-se.

    A situação torna-se caótica, Kozue silencia-se esperando todos se calarem, mas envão nada muda a jovem élfica abaixa seu rosto em silêncio.

    O sacerdote Bento vendo a reação de sua superiora espiritual, perde seu equilíbrio e sua tranquilidade característica e grita:

    - Vamos colocar ordem!

    Riori, que estava falando a todo instante entra em silêncio profundo e reconhece seu erro -talvez era efeito da quantidade de garrafas de rum que ele havia tomado nos últimos dias.

    - Kozue, acho melhor você liderar, os elfos são..

    - CALADO! Brunie grita ao fundo, pare de ficar elogiando a situação é crítica.

    O justiceiro cansa-se e retira-se da sala, desistindo do dialogo e partindo para ações práticas. O templário Brunie, ao ver seu amigo se retirar, toma postura semelhante e sai para trilhar seu próprio caminho.

    A sala entra em total silêncio, até o momento que é interrompido pelas palavras do arruaceiro.

    O Menestrel, que até então não havia se pronunciado, retira seu chapéu branco e o coloca sobre o peito e diz com um olhar sério nunca antes visto em seu rosto.

    -Desculpe-me, mas vocês estão esquecendo do que Rock nos disse.

    -Sim Yasu, - diz o arruaceiro- mas precisamos contatar Zhed ele deve saber de algo.

    A conversa dura mais uns instantes, longe dali, o templário Brunie refletia próximo ao centro de Rachel: "Preciso agir por conta própria".



    A porta que até então estava trancada, começa a ser batida. Todos os presentes escondam-se. A suma-sacerdotisa abre-a levemente enquanto que com suas adagas em mão, o arruaceiro escondia-se atrás da porta.

    - Porque todos estão aqui? Soube que Rock foi sentenciado a morte. Era Joseph August.

    Todos suspiram, e por alguns minutos tentam sair daquela atmosfera de conflitos. Sem seu líder, sentiam-se perdidos e as brigas refletiam a tensão da situação que estavam. Após dado um tempo, retomam o raciocínio e chegam ao um plano.




    Os três transcendentais: Yasunori, o Menestrel; Joseph August; o Sargento da 2° Companhia dos Cavaleiros de Prontera; e a Suma-Sacerdotisa élfica Kozue Kobato dirigem-se para o Templo de Rachel.

    Ao chegar lá, atacam um grupo de Guardas Reais que estavam em vigília no templo. Sem ao menos dizerem uma palavra, disferem as mais variadas técnicas para cima do pelotão que cada vez soma-se em mais soldados, até conter os transcendentes.




    Enquanto isso, nas dependências do Templo de Rachel: O sumo sacerdote Zhed caminhava por entre os jardins do templo, em suas mãos alguns livros para disfarçar seu verdadeiro motivo de sua caminhada. Ele avista em uma das abóbadas do jardim do templo, o arruaceiro Riori, o sacerdote Bento e a pequena Moon.

    De pouco pode ajudar, mas prometeu marcar a última visita de Rockstar, e os alertou que escolhessem o mais preparado para isso. Assim, despediu-se e partiu. Só se viriam novamente na Sexta-feira, no Templo de Rachel.




    Os transcendentais já cansados e exaustos, não suportavam mais os golpes. Até a chegada do Sumo-Sacerdote Zhed, e de Yokow, o mercenário que estava a segui-lo.

    - O que pensam que estão fazendo?

    - Estamos salvando nosso líder! Diz Joseph portando sua espada.

    - Abaixem isso imediatamente! Isso é um templo.

    Ao mesmo tempo que discutiam, o Capitão dos Guardas Reais de Arunafeltz surge junto com um verdadeiro exército. Ao reconhecer que todos envolvidos pertenciam aos Guardiões de Freya, os libera para fugirem. Pois sabia de certa forma que aquilo era um plano articulado para salvar Rockstar. Mas, mesmo assim, deveria comunicar Adolar Vigrid pelo ocorrido.




    Os heróis encontram-se horas depois no laboratório de Moon, tinham conseguido o que queriam: Buscar informações com Zhed, sem que os guardas do Templo os vissem. E Riori havia pedido pessoalmente que sumo-sacerdote trouxesse um livro que aborde sobre Skoll, mas sem abri-lo.


    Fim do Segundo Ato.
    avatar
    -Rockstar-
    Administrador
    Administrador

    Mensagens : 933
    Reputação : 23
    Data de inscrição : 01/07/2010
    Idade : 24
    Localização : Sacro-Império de Arunafeltz.

    Re: [Relatórios da Campanha] O Maestro.

    Mensagem  -Rockstar- em Qui Jan 20, 2011 6:40 pm

    Relatório do Ato III: O Precipício.

    Estavam presentes neste dia todos do qual descrevo nesta lista:

    .*Light Moon*.

    Yokow

    joseaugusto

    Adolar Vigrid


    De acordo com o pedido de reunião de Adolar Vigrid, poucos membros dos Guardiões de Freya foram. Talvez, por medo ou ódio do espadachim ou até por ter sido em uma cidade distante como Veins. O fato que, estes estavam lá e sabiam que aquilo tudo seria, menos uma reunião comum.

    Adolar estava sobre uma bancada, usada pelos sacerdotes durante as celebrações. Com sua ironia ele se aproximou de todos fingindo preocupação com seu bem estar, em seguida, olhou para Joseph August e sabia que ele era uma peça que devia ser derrubada durante o jogo.

    Spoiler:
    O espadachim caminha até um armário e retira de lá, um relatório oficial do Império e passa a lê-lo. Neste relatório estava acusações de uma suposta briga ocorrida na tarde de ontem, sem nomes mas com descrições detalhadas sobre os envolvidos.

    - Gostaria de saber, aonde estava na tarde de ontem Joseph? Ele vira o rosto para o lorde, que não continha sua raiva.

    - Estava em um bar. O lorde diz seco.

    - Um bar? Tem provas disso?

    - Eu e-estava com ele. Diz Yokow, atrás do espadachim.

    - Hmm, mas você agora esta sendo o atual tutor da menina não está? como levou ela em um bar? O espadachim já sabia que eram eles, mas não resistiu brincar um pouco com a situação.

    A partir deste momento, Yokow e Joseph afundavam-se em cima de suas próprias mentiras, usando uma nova e falha para cobrir a outra. Eles sabiam que era inevitável. A pequena Moon, respondia todas as perguntas de forma inoscente, e esperta como é tentava também passar a perna em Adolar, mas este jamais cairia.

    O Tenente já cansando com o jogo, ergue-se do chão,pois estava conversando com a pequena Moon, Caminha em direção ao lorde no banco e diz sussurrando:

    -Eu sei que foram vocês. Me de um bom motivo para não prende-los?

    - Como? O lorde diz atento ao comportamento do seu tentente.

    -Fácil. Acha que Zhed sairia assim do templo, sem chamar a atenção dos meus guardas?

    O mercenário Yokow consegue ouvir a conversa que estava se elevando devido ao teor.

    -Adolar, você tem alguma prova concreta sobre isso?

    - Não. Mas vocês mesmo confessaram isso. Mas, proponho um trato.

    Os dois guardiões se entre olham e voltam sua atenção a Adolar. A pequena Moon continuava em silêncio, distraindo-se com seu homunculus.

    - Não se preocupem, eu os perdoo. Mas em troca, quero algo. Levante-se Joseph.

    O lorde preferi ficar sentado, com seu chapéu sobre a cabeça. Ele sabia que Adolar já tinha um plano traçado.

    - Você é de Rune Midgard não é mesmo? Diz Adolar dando alguns passos para trás, dando as costas para o lorde ao banco.

    - Sim. Joseph diz aguardando Adolar dizer logo o que queria.

    - Então, aonde está seu coração? Em Rune Midgard ou Arunafeltz? Diz ele virando a cabeça e rindo.

    - Meu coração? - O lorde pergunta-se.

    - Num seria no corpo dele ? A alquimista que distraída com seu homunculus responde.

    - Alquimista CALADA! O tenente irrita-se com a menina, o que faz com que o mercenário tome conta dela.

    O lorde, que até então estava de cabeça baixa e com os punhos fechados, ergue sua cabeça e diz humildemente:

    -Eu fiz um juramento. Quando peguei essa armadura: De proteger...

    - Mas jurou ser leal a Freya-Reponde Adolar de forma fria- Escolha entre um reino ou outro, pois seu clã só tem compromissos com um único reino. Ou seja, o Sacro-Império de Arunafeltz.

    Spoiler:

    - Só estou aqui ainda, porque meu amigo está precisando.

    - Que amigo? O lorde corrupto? Não me faça rir.

    - Mas ele é o verdadeiro líder. Acrescenta Joseph.

    A discussão dura mais algum instantes. Adolar expulsa Joseph do clã, pois o lorde estava dividido.

    - Você estava envolvido com Rockstar no caso de Payon, mas deixarei você ir. Porém se pisar novamente nas terras pertencentes a Arunafeltz o senhor será preso por espionagem.

    O lorde levanta-se do banco e o encara com ódio, arruma seu chapéu e sai porta a fora do Templo.
    Antes de partir, seus dois amigos o seguem e ele fala antes de ir embora:

    - Amanhã falarei com Rock, de qualquer jeito.

    Fim do Ato III.


    avatar
    -Rockstar-
    Administrador
    Administrador

    Mensagens : 933
    Reputação : 23
    Data de inscrição : 01/07/2010
    Idade : 24
    Localização : Sacro-Império de Arunafeltz.

    Re: [Relatórios da Campanha] O Maestro.

    Mensagem  -Rockstar- em Seg Jan 24, 2011 6:50 pm

    Relatório do Ato IV: Psicose e Razão.


    Estavam presentes neste dia todos do qual descrevo nesta lista:

    -Rockstar-

    Bento Quevedu

    joseaugusto

    Yasunori ~


    Em uma tarde chuvosa em Rachel, a forte tempestade tornava a cidade deserta, exceto para alguns guardas que eram obrigados a enfrenta-la e um sacerdote: Bento Quevedu.

    Em frente ao Templo, o sacerdote aguardava o Sumo-Sacerdote Zhed surgir e leva-lo até Rockstar, depois de saber do último ocorrido ele acreditava que Joseph não viria.

    O Sumo Sacerdote Zhed surgi na porta do templo, com um manteau negro e um guarda chuva em mãos.

    - Então é você sacerdote? Zhed percebe o simbolo de Arunafeltz no peito do sacerdote.

    - Sim serei eu. O escolhido não poderá vir.

    - Pois então vamos logo, a chuva está piorando e assim levantaremos suspeitas.

    Ao olha para ambos lados o sacerdote percebe um lorde correndo em sua direção, era Joseph.

    - O que é isso? - indaga o sumo-sacerdote- O combinado era apenas um.

    - Vá-vai indo na frente Zhed, já vou atrás de você. O clérigo diz surpreso com a chegada de Joseph.

    Zhed entra no Templo, retira seu manteau e fecha seu guarda-chuva enquanto que mantinha a porta aberta.

    - Joseph! O que faz aqui?! Bento olha sério e assustado para o lorde.

    - Vim falar com Rock! Queria que eu o deixasse? O lorde fala enquanto que tentava se proteger da chuva com as mãos.

    - Vamos logo, entra depressa. O sacerdote entra no templo e puxa seu amigo.

    Zhed aproxima-se do lorde e percebe de quem se trata, o olha no fundo dos olhos e diz nervoso:

    - Você é o lorde Joseph August, teve envolvido na confusão do meu templo! Vão te reconhecer!

    O lorde abaixa a cabeça e espera que Zhed o denuncie, mas para sua surpresa: Zhed caminha e chama ambos para o acompanhar indicando com um gesto.

    Spoiler:

    Alguns guardas do Templo percebem que tratava-se de um estrangeiro, eles ignoram bento achando que o mesmo era um sacerdote do Templo.

    - Ei você de Midgard o que faz aqui?

    - Vim buscar a armadura de Rockstar. O lorde inventa uma desculpa na mesma hora.

    - Sinto muito mas terá que se retirar, nossas leis são absolutas.

    - Mas eu tenho um mandado! Joseph August retira um papel dobrado de seu bolso e entrega ao guarda.

    - Isso aqui não é válido, julgado sobre nossas leis esse pedido só cabe ao nosso tribunal.

    - Bom,então terei que voltar a Prontera para falar com o Chanceler!

    Zhed aproxima-se do ex-conselheiro e diz em seu ouvido: Infelizmente ele está certo, retire-se daqui, antes que te reconheçam.

    -Precisamos encontrar uma outra maneira dele entrar. Bento fala enquanto que olha para o guarda que estava um pouco distante esperando ansioso a retirada do intruso. Procure uma maneira de entrar pela janela.

    - Mas não tem como. O lorde diz sem esperança.

    - De seu jeito!

    - Vamos Bento, e vá Joseph espere nosso sinal. O sumo-sacerdote começa a caminhar e faz um sinal com a cabeça para o guarda, que compreende como um pedido de desculpas.

    -Peça a seu amigo..Há uma claraboia no fim da sala, ele pode tentar ir por lá. Depressa!

    O sacerdote sai rapidamente atrás de Joseph que já caminhava para a saída do templo e dá o recado.




    O sumo-sacerdote entra em uma sala acompanhado de Bento, ele troca rápidas palavras com uma devota que estava na sala e ela retira-se sem indagar, ela sabia o que eles iriam fazer e não queria ser envolvida.

    Zhed senta-se sobre o sofá e diz como uma ordem para Bento:

    - Abra as cortinas e coloque as para fora da janela. Espero que seu amigo seja esperto e perceba.

    O sacerdote faz sem questionar, abre a janela e coloca as cortinas brancas para fora.

    -Também espero, mas creio que sim. Afinal não tínhamos o escolhido para falar com o Rock. O sacerdote senta-se em frente ao sacerdote e ambos aguardam em silêncio.



    Joseph procurava algum sinal, vasculha por todas as janelas do templo sobre a forte chuva e quando finalmente encontra é surpreendido por um menestrel, era Yasunori.

    - CARAMBA!!! QUER ME MATAR DE SUSTO!?

    - Desculpe, estava trabalhando e só soube agora do acontecido.

    Alguns guardas estavam passando a poucos metros dali, pela forte chuva eles não conseguiam ver que tratava-se de Joseph e Yasunori.

    - Vamos venha logo! O lorde puxa o menestrel e ambos caem da janela.

    - Finalmente... Não temos muito tempo- Diz Zhed olhando para os dois caídos no chão- Sinto mas Rockstar não está em seus melhores dias, acho que está enlouquecendo. Agora esperem aqui, vou buscar alguma coisa..

    Zhed estava muito nervoso, sabia que estava colocando seu cargo em risco para encobrir aqueles três "problemas". Ele volta poucos instantes e entrega um tecido a Joseph.

    - Vista isso, finja ser um devoto e venha comigo, vocês dois esperem aqui! E tranquem a porta.

    Joseph retira sua armadura e coloca a vestimenta dos devotos de Freya, junto com o capuz branco e sai seguindo Zhed. Ambos saem andando por entre as mais diversas câmaras do Templo, passando por uma imensa grade e seguem caminhando por algumas salas.
    Spoiler:




    Dentro da sala, Bento Quevedu e Yasunori conversavam sobre os acontecimentos do Clã, e sobre os comentários que Zhed havia feito a respeito de Rockstar.




    Zhed para seus passos próximo há uma grande sala, olha para o lorde e lhe entrega um cartão.

    -A partir deste momento não posso prosseguir com você. Você terá que ir reto, será a última cela. Vou ficar com seus amigos, qualquer coisa sabe como voltar.

    O sumo-sacerdote vira suas costas e segue entre a escuridão dos corredores do subsolo do templo.

    Próximo a entrada da cela de Rockstar haviam dois guardas armados com grandes lanças. Joseph aproxima-se e entrega o cartão de autorização que Zhed o concedeu. Os dois Guardas abrem a cela de Rockstar.

    Rockstar estava de cabeça baixa, escorado na mesinha ao seu lado. Estava abatido e cansado, seus cabelos azuis tapavam sua face. Dando-o um aspecto sinistro. Ao seu redor, inúmeras páginas estavam escritas e manchadas.

    - Rock? Diz Joseph aproximando-se com cuidado.

    - Joseph? Rockstar reconhece a voz do amigo e levanta sua face lentamente.

    - Fale baixo! Ninguém sabe que sou eu.

    Rockstar levanta-se um pouco desajeitado e senta-se sobre a cama ao seu lado.

    - Como você está meu amigo? O lorde senta-se ao lado de Rockstar.

    - Mal, estou a ponto de enlouquecer. Mas esse não é o problema.

    - Adolar pôs toda o Exercito atras de mim. Foi duro chegar aqui.

    - Hmm, - Rockstar abaixa a cabeça olhando para as folhas ao chão- sabia que ele iria fazer isso. Escute, o cães estão ali vigiando?


    Joseph faz um sinal com a cabeça.

    - Fique sentado aqui, vou pegar alguns livros ali na estante.

    Rockstar levanta-se e junta algumas anotações e livros e senta-se novamente sobre a cama.

    -Caro lorde, já ouviu falar sobre Fenrir? Rockstar indaga, dando um sorriso.

    -Sim, na escola ou em alguns livros hehe.. Joseph apenas observa Rockstar revirando algumas folhas.

    -Fenrir é o lobo que assassinara Odin, mas esta acorrentado pela mais fina corrente de seda, seria fios feitos por "fadas". Ele possui dois filhos: Hati e Skoll .Quando chegar o dia do Ragnarok, Hati devorara a lua, seu irmão Skoll engolira o Sol, Fenrir se soltara de suas correntes e matara Odin.

    - Como? diz Joseph assustado.

    - É o que diz a profecia e não a nada que possa evitar isso. Bom mas, já ouviste falar em um Alquimista, aliás Criador que nosso clã enfrentou a alguns meses? Seu pseudônimo era Fenrir.

    Seu nome verdadeiro era Lux Freki, por vingança tentou um atentado contra Rune-Midgard. Tentando soltar da Abadia de Santa Capitolina o Bafomé Primordial. Por sorte, e talvez por benção dos deuses;
    Nós junto com a Ordem das Valquírias conseguimos impedir isso.

    Durante sua morte, eu encontrei junto ao corpo carbonizado, um diário. Era o Diário de Fenrir. Neste continha pistas do suposto "financiador" de Fenrir e suas pesquisas.

    - E quem era? Joseph torna-se sério e olha atenciosamente para Rock.

    - Não havia nomes. Apenas o pseudônimo de Skoll: o lobo que engolira o Sol. E vocês ainda não descobriram quem é Skoll certo?

    - Estamos investigando.. Acrescenta Joseph.

    - Skoll é na verdade Adolar Vigrid.-Rockstar olha sorrindo ao seu amigo- Ou deve ser, espero que eu esteja certo.

    - O Espadachim?! - Joseph se exalta- SAFADO!

    -Lógico, quem seria? Ele não tem motivos para caçar agente.

    - Eu vou mata-lo!

    -Não adianta mata-lo. Não mudara nada. Rockstar fecha seus olhos e reflete por um instante.

    - Se quiser hoje mesmo eu boto o Exercito Real na Planicie de Ida! Joseph levanta e não consegue conter a raiva.

    - Vou te dar esta missão. Ir até a base secundaria a procura do Diário de Fenrir, não adiantará nada colocar o exército. Faltam provas. - Rockstar respira fundo e toma coragem para por em prática seu plano- Mas vocês podem sacrificar seu bem mais precioso..

    - Pera, a base de Payon né?

    - Não a secundária de Rachel... Ela ainda está sobre nossa propriedade né?

    -Está por enquanto - Joseph diz preocupado-.Adolar está prestes a confisca-la.

    -Vá lá o quanto antes. isso eu já esperava.. ele esta desfazendo o clã aos poucos. Agora quer ouvir o que eu peço que façam? Se não quiserem eu entenderei.

    O lorde olha para seu amigo e indica que sim.

    -Poderá ser a ultima missão de vocês em vida, mas caso mesmo assim queiram. Quero que vão para Niffheim!

    - Niffheim? Joseph não compreende o que Rock estava pensando.

    - A terra dos Mortos, nas raízes da Yggdrasil.

    - Está certo, eu irei. Joseph mostra-se corajoso enquanto que ainda não compreendia o que o ex-comandante queria.

    -Vão lá e procurem pela alma de Lux Freki, o Fenrir. Se ele ainda não destruiu sua própria alma ele estará la, pois este não é digno do Valhalla. É arriscado, porém confio em ti.

    -Está certo.

    -Comunique aos outros e abandone Arunafeltz o quanto antes. Só retornem quando obterem provas. Desfaçam os Guardiões de Freya, eles não existem mais.

    - Abandonarei essas terras agora mesmo.

    - Aqui é perigoso de mais, Adolar possui o exército em mãos e pode mata-los. Agora vá e e conte tudo que te falei aos outros. Procure o diário e e envie cartas aos outros.

    Não sou mais o mesmo, a justiça só sera feita se for em nossas mãos. pois em Arunafeltz ela não existe mais.

    -Irei atras da verdade! Joseph coloca-se em pé novamente e caminha em direção a cela.

    - Adeus Joseph. Se nos veremos de novo eu não sei, mas é uma honra você ser meu amigo.

    Joseph volta e abraça Rockstar, após isso retira-se da cela. E corre em direção aos outro contar sobre os planos de Rock.

    Ao chegar lá, ele conta para Yasunori e Bento sobre o ocorrido, e mesmo com a desaprovação de Zhed, eles saem determinados a executar os planos do seu comandante.

    Spoiler:

    Fim do Ato IV.

    avatar
    Waki
    Beholder
    Beholder

    Mensagens : 18
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 22/12/2010
    Idade : 30
    Localização : Variável (andarilho)

    Agora sim

    Mensagem  Waki em Qui Jan 27, 2011 7:03 am

    *Com um sorriso no rosto de satisfação*

    Por isso que sou seu fã Mr. Rockstar, embora não tenha participado de nada (estava viajando) esse relatório foi um dos mais completos que vi aqui e só em lê-lo já sei muito doque se passou.

    *Faz uma reverência se ajoelhando*

    Era isso que eu queria ver.... sou muito honrado em fazer parte desse clã e poder me deparar com histórias tão envolventes. Está de parabéns.
    avatar
    -Rockstar-
    Administrador
    Administrador

    Mensagens : 933
    Reputação : 23
    Data de inscrição : 01/07/2010
    Idade : 24
    Localização : Sacro-Império de Arunafeltz.

    Re: [Relatórios da Campanha] O Maestro.

    Mensagem  -Rockstar- em Qui Jan 27, 2011 10:29 pm

    Obrigado Waki fico muito contente que você gostou, ^^"

    Abraços, Rockstar
    avatar
    -Rockstar-
    Administrador
    Administrador

    Mensagens : 933
    Reputação : 23
    Data de inscrição : 01/07/2010
    Idade : 24
    Localização : Sacro-Império de Arunafeltz.

    Re: [Relatórios da Campanha] O Maestro.

    Mensagem  -Rockstar- em Dom Jan 30, 2011 3:14 am

    Relatório do Ato V: A Caminho do Fim.

    Estavam presentes neste dia todos do qual descrevo nesta lista:


    -Rockstar-

    ¦-Kyon-¦

    Bento Quevedu

    Icarus Morrisane

    - Lorelei Richter -

    Rodragoon Mercenary

    Pedrinhó Arru (Betty Bope Alchie)

    Brunie

    A Maresia vinda das águas quentes da praia de Comodo tornava o ambiente angustiante, o vai e vem das ondas tornava as correntes da Praia Kokomo monótonas, junto com o ritmo abafado da Guilda das Odaliscas, que uma hora ou outra deixava algumas notas altas escaparem por entre suas janelas.

    O sacerdote Bento Quevedu, aguardava sozinho e frustado a chegada dos aventureiros, um incidente envolvendo Joseph August, fez com que o mesmo não pudesse recepcionar os membros que receberam as cartas. Olhando o mar, o sacerdote logo percebe a chegada de um mercenário, amigo intimo:Rodragoon Mercenary, que aproxima-se e sem dizer meras palavras, senta ao seu lado e aguarda a chegada dos outros guardiões. A verdade é que desde o boato da Maldição de Amatsu, ambos tornaram-se muito próximos.

    Um homem envolto por um sobretudo caminha em direção ao sacerdote e ao Mercenário, ele olha para os dois sentados e retira seu capuz e revela sua face. O arruaceiro Kyon que a muito tempo não havia encontrado seus amigos ressurgi por entre as areias brancas da praia.

    - Oi. Diz o tímido mercenário para o arruaceiro.

    - Olá, responde Kyon com um sorriso no rosto.

    Ao longe, um esquisito templário aproxima-se a galope com seu peco-peco, gritando para todos os lados afim de domar o animal. A experiência com peco-pecos era extremamente nova para o ex-conselheiro Icarus Morrisane, que soltando cartas e folhas ao vento, não sabia do ocorrido e ao receber algumas cartas atrasadas de Morty Magnum correu o mais rápido que pode.

    - Ah... acho que levei algumas multas, maldito Morty Magnum! Ele diz aos gritos.

    Todos soltam pequenas risadas, exceto o sacerdote que estava preocupado com o destino de Rockstar.

    - Toda ajuda é pouca agora.- O sacerdote virá sua face preocupada ao alto, olhando para o rosto alegre de Icarus que se conteve-. Icarus, é bom te ver aqui também.

    - Hm, Ajuda? O Templário estava confuso, mesmo após ler algumas das cartas ele não entendia as mudanças que o clã enfrentará.

    -Por isso prefiro andar a pé... Diz um justiceiro passando a mão nas penas da grande ave. Lorelei chegou de muito longe, com seus cabelos azuis característicos ele olhava para todos com grande satisfação de te-los re-encontrados.

    Passa-se algumas horas, e os membros tentavam explicar a Icarus a situação. O sacerdote Bento também botara todos a par da situação explicando o ocorrido com Zhed, e a visita de Joseph August com Rockstar.

    Correndo as margens da praia, outro templário aproximava-se do grupo, era Brunie que gritava abanando as mãos em um tipo de sinal.

    -O que estão fazendo aqui?

    - Em uma missão diz Icarus acariciando as penas do peco-peco.

    - Furto. Diz brincalhão e surgindo derrepente no meio de todos o desordeiro Pedro Gunnarr.

    Icarus irrita-se com a indisciplina do arruaceiro.

    - Ei "Pento" já podemos ir? Diz Kyon olhando para todos ao seu redor.

    - A pedido de Rock, vamos a Niff. Topa? Ele olha para todos que fazem um sinal com a cabeça.

    Assim todos caminham em direção a caverna Ruande, ao norte.

    Spoiler:

    Spoiler:

    Após passarem pela úmida e hostil caverna, os aventureiros encontram uma luz indicando a saída e adentrando na floresta de Luluka, porém desta vez, precisaram unir-se e sacarem suas armas contra muitas Dríades e tendo o primeiro contato com a tribo de Guerreiros Wootan que atrasaram e tornaram-se um problema durante todo o percurso, fazendo um dos integrantes: o justiceiro Lorelei abandonar a missão e retornar para Comodo.

    Spoiler:

    A verdade que o justiceiro reconhecia quando pouco poderia ajudar em meio aquele cenário de floresta tropical. Criado por entre os cenários pedregosos da República, ele preferiu voltar e descansar suas pistolas para não atrasar a jornada do grupo, que despediu-se e seguiu em frente.

    Logo os ex-guardiões alcançaram o que seria as famosas pontes de madeira da tribo Wootan, marcado por seus sentinelas e monstros da região os gatunos desviavam facilmente, os templários protegiam-se com seus escudos e eram amparados pelas mãos milagrosas de Bento Quevedu.

    Spoiler:

    Assim chegaram em Umbala, e prosseguiram sem exitar para as profundezas de Niffheim por uma via alternativa, o misterioso bungee jump de Umbala que possuía um portal secreto por entre as águas do rio de Umbala para a então terra dos mortos.

    Spoiler:

    A então terra dos mortos: Niffheim, era um reino gélido e tenebroso. Os gritos angustiantes das almas decadentes mostrava que todos aqueles que abandonaram suas virtudes ou então não quiseram compartilhar seus destinos em batalhas gloriosas estavam condenados a passar eternamente por aquele tormento até sua alma ceder e decair perante a loucura ou a total inexistência.

    Assustados, os aventureiros sentiram em seus próprios ossos a sensação de desamparo e desacaso dos deuses, pois lá, sobre os domínios de Hell cabia somente a ela o julgamento justo e perante a espada do senhor dos mortos ela exercia suas leis de forma absoluta.

    Havia um homem na cidade, ninguém sabia seus motivos de estar ali, mas logo ao avistar os aventureiros ele os amparou.

    -O que levam vocês a virem aqui? O homem estava muito nervoso, e sussurra para não chamar a atenção do guardião dos mortos, o senhor de todos ali.

    -E aí meu chapa! Icarus aproxima-se do sujeito querendo cumprimenta-lo.

    - Visitar um espirito. Kyon diz irônico com deboche perante o medo daquele homem.

    -Vocês atrapalham o equilíbrio desta cidade. Saiam daqui Logo! ELE ESTA VINDO! O homem com seus olhos arregalados não compreendia o que os vivos faziam ali.

    -Quem?-Disse Bento e Brunie ao mesmo tempo-. O Senhor dos mortos? completa Brunie.

    -Senhor dos Mortos!Ele é o guardião deste lugar. Não tem como salvar as almas decadentes desse lugar. Ele diz mirando a sua volta.

    - Tsc Tsc Tsc... você nem conhece a gente para jugar a nossa força? Brunie o olha com um sorriso de confiança.

    - Quais são as regras? Icarus estava confuso acreditando que não estavam em Niffheim e que aquilo não passava de uma grande festa.

    -conhece algum Lux Freki? O sacerdote cansa-se dos lamentos e avisos do homem.

    -Hmm...Lux? Acho que já ouvi falar dele.-Diz o pobre homem-. Através da bruxa.

    "Acho melhor entrar no jogo como os outros" - Icarus pensa consigo.

    -Tem alguma informação? onde pode estar? O sacerdote salienta a importância de acha-lo.

    -Saberia se ele está por aqui, esse tal de Fenrir? Diz Kyon enquanto que observa a imagem fúnebre do Senhor dos Mortos acompanhado de seu alazão e seus escudeiros andarilhos no horizonte.

    -Não sei a respeito dele a não ser o que a bruxa deste lugar diz sobre ele. O homem ainda tremia.

    - Nossa que gritos são esses? Icarus olhava a sua volta, e notava as lápides ao seu redor. Mas acreditava que era tudo uma brincadeira. Provavelmente os gritos eram dos pobres aventureiros que acreditavam que a experiência era mais importante que a vida, isso é claro até encontrar o Mvp.

    A conversa dura mais alguns instantes, e com a aproximação do Senhor dos Mortos, o homem alterado aponta em que direção a bruxa necromante se encontrava, em seguida mandou que todos fossem até lá pois ele pouco poderia ajudar em sua situação.

    Spoiler:
    [/url]

    A mansão da bruxa era no topo de uma colina, que para acessa-la todos precisavam por uma escada composta de pedras mágicas, pedras que naquele mundo desrespeitavam as leis da física e usando da magia bruta para levitarem.

    A sua mansão era velha, assombrada, uma casa sinistra. Mas com uma luz acesa no segundo andar, mostrando que ali havia um ser mistico cultuando os mortos. As portas da velha mansão abrem-se e após o breve som desafinado das dobradiças uma voz vinda de dentro da mansão chama os aventureiros para dentro.

    Entrando um a um, eles olhavam assustados para a mobilha velha da casa, e principalmente as gaiolas que haviam sido penduradas no teto. Os aventureiros sobem no segundo andar da mansão através de uma escada ao fundo, que revelava uma sala enorme com um órgão velho mas bem polido, seus canos estendiam-se até as alturas da sala.

    - Eu sabia que vinham aqui. Diz a Bruxa sem revelar-se, sua voz ecoava por toda mansão.

    Surpreendentemente, a Bruxa sabia o nome e o passado de cada um ali presente. E atendeu ao pedido de trazer a alma de Lux Freki a presença de todos. Porém para isso era necessário uma troca: Por um breve período, a alma de um dos presentes deveria tomar o lugar da alma de Fenrir, para isso a alma mais pura deveria tocar o órgão, a sexta tecla da 3ª fileira de teclas. Aquele que fosse mais puro, o órgão escolheria.

    Spoiler:

    Icarus Morrisane foi o escolhido, seu corpo e seu peco-peco foram cercados por uma nuvem negra, em seguida desapareceram. A bruxa como prometido trouxe a alma de Lux fora dos domínios de Hell, ele estaria no ponto de partida em Niffheim, no quarto onde todos foram levados após atravessarem o portal em Umbala.

    Spoiler:

    - Olá mortais.-Diz um envolto negro sobre a cama do quarto.-Foi a bruxa estou certo?

    - Olá. Diz Pedro e Bento aproximando-se com cuidado.

    Lux vira-se e olha para todos ali.

    - Olha se não são os guardiões de freya...

    - Ou parte deles. Diz Bento interrompendo Fenrir.

    - EX GUARDIÕES DE FREYA. Grita o arruaceiro Kyon irado.

    - O que seu filho quer fazer? O Templário Brunie caminha próximo ao espirito negro.

    - Se importaria de nos dizer? Kyon acalma-se perante a situação mas não descarta suas ironias.

    - Filho? não tenho nenhum. Diz Fenrir sem hesitar.-Não terei o desgosto de produzir um bastardo a este mundo.

    - Nos referimos a Adolar Vigrid, ou Skoll. Gostariamos de saber os objetivos dele. O arruaceiro responde.

    - O que o "bastardo" quer fazer? Diz Brunie.

    - O Sol será engolido por Skoll. - diz Lux- A Lua por Hatii e eu retornarei. Trarei a desgraça a todos descendentes de Odin, matarei Odin.

    -Queremos saber o que ele quer prendendo Rockstar. Diz Kyon virando-se ao espirito.

    - Rockstar roubou meu diário após ele e os outros me matarem.

    - Entendemos. Diz o sacerdote Bento que até então continha-se em silêncio.

    - Mas, ele jamais conseguira deter Skoll. Hatii está morto, sua sede pela lua o fez ficar cego. O explendor cabe somente a Skoll, pois ele é o que engolira o sol para meu retorno.

    - E onde está Skoll? Fale! Grita Pedro, exaltado e nervoso.

    - Estou preso sobre os domínios de Hell, não diria mesmo assim. Diz Fenrir rindo.

    - Então Skoll está fazendo vingança sobre Rockstar? Kyon foca-se no seu líder.

    -Não, Rockstar assim como os Guardiões, não passam de uma peça sobre nossos planos. Precisou ser derrubada, apenas isto.
    Meu pai foi morto por Tristan II. Após isso, dediquei-me anos estudando a alquimia. Até o dia que os raios do lobo me encontraram e assim: conheci a Verdadeira alquimia. Agora precisarei voltar, Mas...

    - Historia romântica.. pode passar essa parte por gentileza? Diz o Templário impaciente.

    -Quando Skoll engolir o sol eu retornarei. Hatii está morto.

    - O sol seria Rock? Os guardiões? Diz Kyon.

    - Rune Midgard. Uma luz negra envolve o corpo e o criador retorna aos domínios de Hell. Ao mesmo tempo que Icarus Morrisane reaparece em frente ao órgão.

    -E sem nos no caminho Rune Midgard esta sem defesa, e isso? O arruaceiro fala para todos, que sem obterem a resposta saem em direção a mansão da bruxa.

    Spoiler:

    A bruxa sabia que Fenrir jamais revelaria seus segredos, por isso propôs que os Guardiões encontrassem Hatii: Robert Berserk. Pois este era uma alma arrependida, por seus erros.

    Sabendo disso, Hell não o condenava a tortura eterna, pois seu remorso já seria o suficiente, sendo assim está alma tinha livre acesso a Niffheim, porém sua magoa era de fato, capaz de comprometer sua alma e assim destruí-la.

    Sentado sobre uma das cadeiras da taverna em Niffheim, a alma de Robert Berserk estava.



    Ele, como prova de seu arrependimento decidiu ajudar a todos. Reconheceu Icarus, pois este havia lutado contra ele. Robert explicou que seus objetivos era apenas com a Coroa de Rune Midgard, pois acreditava que os poderes de um império justo não cabe nas mãos de uma única pessoa e sim deveria ser construída por todo povo. Mas, quando soube que Lux Freki e Adolar Vigrid possuíam como alvo toda Rune Midgard, inclusive o povo. Hatii resolveu revoltar-se contra os dois, juntou provas durante meses e coloco-as ,momentos antes de partir para Glast Heim, sobre um livro oco na Biblioteca de Juno.

    Como já suspeitava, Fenrir havia colocado veneno sobre seu frasco, mas disse ao algoz que ali estaria o elixir da vida. Momentos antes de morrer, Hatii tomou-o e assim foi morto. Antes de sua alma desaparecer ele pediu desculpas a todos pelos seus atos.


    Spoiler:

    Os ex-guardiões agradecem e retiram-se em silêncio para Umbala. Talvez por terem pena de Robert Berserk, ou então por depositar todas suas esperanças nas provas dele, que assim poderiam trazer a liberdade de Rockstar e o fim de Adolar Vigrid.

    Fim do Quinto Ato.


    Última edição por -Rockstar- em Dom Jan 30, 2011 11:26 am, editado 1 vez(es)
    avatar
    Icarus Morrisane
    Seeker
    Seeker

    Mensagens : 332
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 04/07/2010
    Idade : 20
    Localização : Kunlun

    Re: [Relatórios da Campanha] O Maestro.

    Mensagem  Icarus Morrisane em Dom Jan 30, 2011 10:39 am

    Muito legal o relatório, eu gosto de relatórios (não gosto quando preciso fazê-los)

    Mas uma coisa que eu achei muito engraçado foi a relação da imagem e o texto do final.
    -Rockstar- escreveu:
    Spoiler:

    Os ex-guardiões agradecem e retiram-se em silêncio para Umbala, todos em silêncio. Talvez por terem pena de Robert

    Spoiler:

    [/color]
    avatar
    -Rockstar-
    Administrador
    Administrador

    Mensagens : 933
    Reputação : 23
    Data de inscrição : 01/07/2010
    Idade : 24
    Localização : Sacro-Império de Arunafeltz.

    Re: [Relatórios da Campanha] O Maestro.

    Mensagem  -Rockstar- em Dom Jan 30, 2011 11:25 am

    Icarus Morrisane escreveu:Muito legal o relatório, eu gosto de relatórios (não gosto quando preciso fazê-los)

    Mas uma coisa que eu achei muito engraçado foi a relação da imagem e o texto do final.
    -Rockstar- escreveu:
    Spoiler:

    Os ex-guardiões agradecem e retiram-se em silêncio para Umbala, todos em silêncio. Talvez por terem pena de Robert

    Spoiler:

    [/color]

    Falei que fiz tudo isso de madrugada morrendo de sono >.<

    Vo arrumar o erro x)


    _________________

    Servidor Thor. Role-playing game. Click na assinatura. Obrigado Eddie.
    Fanfics:

    A História de Rockstar A história de um espadachim sedento por vingança Aventura (completa)
    Clérigo Um universo onde o bem e o mal é tênue Suspense (em progresso)
    avatar
    -Rockstar-
    Administrador
    Administrador

    Mensagens : 933
    Reputação : 23
    Data de inscrição : 01/07/2010
    Idade : 24
    Localização : Sacro-Império de Arunafeltz.

    Re: [Relatórios da Campanha] O Maestro.

    Mensagem  -Rockstar- em Sex Fev 04, 2011 5:31 pm

    Relatório do Ato VI: Encerramento.

    Estavam presentes neste dia todos do qual descrevo nesta lista:

    Bento Quevedu

    -Rockstar-

    Engabelorus

    Brunie

    Bento Quevedu

    ¦-Kyon-¦

    Ordo Rosæ Crucis

    Yokow

    Rodragoon Mercenary

    Pedrinhó Arru

    SaKKaT_Tank (em off)

    Icarus Morrisane

    A cidade de Juno, Capital da República de Schwarzwald, revelava-se aos olhos de quem passava: uma cidade calma e tranquila, um tanto monótona. Sensação que dava-se as suas construções antigas, que lapidadas sobre a rocha fria, trazia também um aspecto nobre a cidade.

    O vento de Juno, que já fazia parte do cenário da cidade, passava-se sobre o chão basáltico. Levantando poeira e sacudindo as vestes dos aventureiros que passassem pelo centro da cidade.

    Ao norte, na Sede da República, um grupo de experientes aventureiros encontravam-se sentado sobre as escadarias da mesma, em silêncio aguardavam mais alguns minutos para então partir.

    Os Guardiões de Freya estavam ansiosos para for fim ao enigma, que na melhor expectativa: prender Adolar Vigrid e soltar Rockstar. Entre os formadores daquele grupo, estava um mestre, terceiro fundador da Fundação Esmero: Engabelorus sentado sobre as escadas, aos poucos colocava-se a par da situação com ajuda de Bento Quevedu, Brunie, Kyon, entre tantos outros.

    Spoiler:

    Após alguns breves minutos, resolveram seguir para a Biblioteca de Juno. Lugar onde é famoso por ter as mais variadas enciclopédias, livros didáticos, romances e fontes de pesquisa. Tanto que superou até mesmo as duas bibliotecas de Prontera.

    Ao chegar lá, dirigiram-se ao balcão. O bibliotecário pacientemente atendeu-os, e após entender o que procuravam, checou os registros internos, apontando-lhes a segunda porta a esquerda, ao lado de A Profecia da Princesa, estaria o livro desejado.

    Sem exitar, todos caminharam pelo deslumbrante corredor, com estatuas dos mais famosos sábios, até que entraram em uma sala com os mais diversos livros.

    Spoiler:

    Ao lado da obra A Profecia da Princesa, um livro grosso e velho ,azul escuro, anunciava-se importante pelo seu título: A Lua de Hatii, por Robert Berserk.

    O jovem sacerdote Bento o reconhece, após Engabelorus chama-los.

    O sacerdote, um pouco ofegante e ansioso, com suas mãos trêmulas pega o livro, do qual nota que não abria, era composto por um fecho. Ao puxa-lo percebe-o oco, composto em seu interior por folhas, documentos e cartas a própio punho de Hatii.

    Spoiler:

    Destacava-se entre todas as folhas, um documento que continha a assinatura de Fenrir e Skoll, Lux Freki e Adolar Vigrid. Autorizando envio de verbas do Sacro-Império para as pesquisas de Fenrir em Al de Baran.

    Juntando as folhas, o grupo caminhou para a saída, porém foram interrompidos pelo bibliotecário. Pois não poderiam sair com o livro.

    - Vamos colocar no lugar tudo bem? Diz Bento segurando o livro e caminhando em direção ao corredor.

    - Certo. Diz o bibliotecário abaixando seu rosto e olhando atentamente ao sacerdote.

    Assim, Kyon e Rosæ tentaram distrai-lo para Engabelorus pegar as anotações.

    Após concluírem com exito essa tarefa, todos seguiram para o aeroporto. Com destino para Rachel, todos entraram no pequeno barco flutuante que seguiu viajem rumo ao norte.

    Spoiler:

    Aos poucos, a paisagem pedregosa de Juno deu lugar a imensidão do deserto do Planalto de Ida. Logo em seguida foi ouvido o anúncio do comandante da aeronave, que manobrando com surpreendente habilidade pousou todos com segurança no precário aeroplano de Rachel.

    Spoiler:

    Sentando novamente sobre escadas, todos olhavam em direção aos muros da cidade de Rachel, onde poderia havia um número significativo de guardas armados, que certamente impediriam a passagem dos guardiões.

    - Que saudades desse ar quente... Dizia o mercenário Yokow, respirando profundamente e sussurrando essas palavras ao vento. O clima de Rachel, lembrava os arredores de Morroc onde passou sua infância.

    - Podemos estar sendo observados. O sacerdote Bento olha para ambos os lados, certificando de estar apenas eles naquele grande deserto.

    - Vamos ficar por aqui - Diz o arruaceiro Kyon- Ou melhor, no deserto. Aqui passa gente de mais.

    - Vamos pessoal- Brunie apontava para os portões- Cuidado.

    Enquanto isso, o espiritualista Rosæ Crucis, dava grande saltos na escadaria, divertindo-se.

    - Só uma pergunta. Diz o mestre Engabelorus, segurando seu punho.

    E então, passaram a debater o plano de entrada. Após algumas horas na escadaria, ficou decidido que Engabelorus passaria pelos guardas, entraria no Templo de Rachel e entregaria os documentos para Zhed. Contando com a sorte e a probabilidade de não ser reconhecido como um aliado dos Guardiões.

    O mestre amarrou fortemente suas botas e seguiu pelo deserto com as folhas escondidas em suas vestes. Pensou consigo, que não iria conseguir e que no mínimo os gatunos poderiam ter vindo furtivamente junto com ele.

    Adentrou o portão que ligava a cidade ao deserto, e para sua surpresa não foi surpreendido por nenhum guarda. Apesar dos mesmos estarem caminhando em vigília sobre a cidade.

    Caminhou em passos apressados até o Templo, avistou um guarda.

    - Bom Dia. Diz o soldado trancando a entrada ao Templo e olhando para Engabelorus.

    - Olá, diz Engabelorus engolindo seco.

    - Preciso revistar seus pertences para que possa entrar no Templo.

    Engabelorus esconde as folhas por trás do capuz rapidamente. Após isso, entrega-os para o guarda.

    - Tenha um bom dia e que Freya o abençoe. Diz o guarda puxando a lança para si, liberando a passagem para Engabelorus.

    Spoiler:

    Engabelorus caminha pelo corredor do templo a procura da sala de Zhed. Quando finalmente encontra-o, Engabelorus explica em poucas palavras o ocorrido e assim entrega-lhe os documentos.

    Zhed os examina minuciosamente e diz ser o suficiente para libertar Rockstar e encaminhar o pedido de prisão preventiva de Adolar Vigrid. Mas antes, Engabelorus deveria entregar para o capitão Viniz St. Darmain, uma autorização que o sumo-sacerdote escreveu, autorizando a entrada dos Guardiões de Freya na cidade. Engabelorus saiu sem questionar, após Zhed lhe dar indícios da aparência de Viniz.

    Spoiler:

    Engabelorus retira-se do Templo de Rachel, próximo a saída do jardim do templo encontra um sacerdote junto com outro guarda. Este trazia expressão serena, olhava serenamente para o mestre.

    O terceiro fundador aproximou-se e com sutileza perguntou se ele era Viniz St. Darmain. O mesmo reponde afirmativamente. Engabelorus entregou o pedido de Zhed, e após o sacerdote o ler, mudou rapidamente de expressão.

    - Liberarei agora mesmo a entrada dos Guardiões de Freya e encaminharei o pedido de prisão preventiva de Adolar. O sacerdote falava virando seu rosto para trás, e assim caminhou em direção ao templo.

    Engabelorus ainda estava desconfiado, tudo parecia estar fácil de mais. Mesmo assim, o mestre foi ao encontro com os guardiões.

    Spoiler:

    Quando chega, o mestre percebe estar com mais duas pessoas no grupo: Icarus Morrissane e Pedro Gunnarr. Ambos dão explicações rápidas de como chegaram ali e os encontraram. Engabelorus contou sobre o ocorrido com Viniz e sobre a saída de Adolar Vigrid em direção ao Templo de Veins, os membros corajosamente preferiram precaver a fuga de Adolar e assim foram em direção a Veins.

    Atravessando novamente um deserto, desta vez cercado de rochas e com cheiro constante de enxofre vindo do cume do vulcão de Thor, o ar tornou-se abafado, tanto que o sacerdote Bento Quevedu abriu um pouco sua bata e reclamou com palavras breves. Próximo a Veins, todos foram cercados por roweens, Lobos do deserto e sorrateiros, forçando o grupo a partir para o combate em meio a paisagem seca e solitária.

    Destroçados pelos punhos do mestre, retalhados pelas lâminas do mercenário Yokow e mortos pelas adagas e espadas dos arruaceiros e templários. Os monstros que sobravam viram-se acoados e decidiram fujir, deixando a entrada para Veins livre.

    Spoiler:

    Veins estava solitária como de costume. A fumaça vinda do vulcão era um dos poucos sinais de vida, para não dizer o único. O ar pesado e abafado tornou a viagem cansativa para todos ali. Caminhando pela entrada da cidade encontram um guarda e pedem informações referentes ao templo, após isso vão em sua direção.

    O templo estava inquieto, uma luz sinistra vinha de seus vitrais. Porém nada era ouvido. Aos poucos os guardiões entraram e tiveram uma visão sinistra:

    Fenrir, Lux Freki estava em pé rindo e olhando na direção dos guardiões. Seus olhos estavam em um tom vermelho vivo e seu corpo estava em volto de uma névoa negra que misturava-se com o interior do templo. Ao canto, Adolar Vigrid agoniava em dor, seu braço estava podre. Mesmo febril olhava na direção de Fenrir com um olhar de glória, Skoll havia conseguido reviver o lobo.

    Spoiler:

    Os guardiões entraram porta a dentro, Icarus Morrisane avançou com seu peco-peco, Bento disparou suas benção em cima de todos, Pedro retirou suas melhores adagas da cintura, Engabelorus com sua maça em mãos avançou.

    Houve então uma breve pausa, Fenrir olhou para todos e sem mudar sua expressão de ironia diz:

    - Olá, vieram me deter de novo? Venham! Fenrir retirou de sua cintura dois frascos de fogo grego e disparou-os nas cortinas do templo. Em seguida atirou um frasco de esferas marinhas que foram detidas por Ordo, munido de suas habilidades revidou o dano para a alma de Fenrir.

    Fenrir sem exitar em um movimento rápido retirou quatro frascos de ácido, segurando duas em cada mãos e as abrindo com os dentes as jogou ao alto, essa que por sorte não atingiu ninguém.

    Foi uma batalha extremamente violenta, Bento com suas tentativas frustadas de esconjura-lo, caio ao chão ferido, o ácido das bombas de fenrir queimava suas vestes. O criador esquivava de todos os golpes do mestre e inclusive revidava.

    Então Icarus Morrisane, em um ato de coragem jogou sua espada contra Lux Freki, essa o atingiu no ombro fazendo o então "demônio" cuspir sangue. No meio da batalha, Adolar Vigrid tentava reergue-se e salvar seu aliado, mas caia ao chão instantes depois sem consciência.

    A batalha estava empatada, o criador atacava e era revidado, e nenhuma das partes estava sobre vantagem. Até o mercenário Yokow escondesse por entre a neblina e ressurgir sobre as costas de Fenrir, atravessando-lhe um feixe de madeira, sua tocaia estava armada sobre as costas de Lux.
    Pedro furtivamente aproveitou-se e cravou sua adaga nas costelas de Fenrir, furou-lhe os intestinos e esse gritou a ponto de ecoar no templo. Estava derrotado.

    Antes de receber o golpe de misericórdia, este rastejou-se para a saída do Templo, onde desmaiou sobre as escadas de Veins.

    Spoiler:

    Desamparado, todos os guardiões pararam e o olharam. Afinal, era uma alma sem paz, tomada por uma vingança que jamais iria alcançar. Tendo em vista isso, o espiritualista Ordo Rosæ Crucis caminhou na direção do "corpo".

    Abaixou-se e ajoelhou-se, fez um pequeno ritual de invocação. O corpo de Lux Freki envultou-se então de uma luz azul, não mais negra. O espiritualista havia evocado os espíritos da terra, este levaram a alma de Freki para seu lugar: Niffheim. Fenrir finalmente foi derrotado.

    Os guardiões voltaram ao templo e viram o Tenente Oficial de Arunafeltz, rastejando-se a procura de sua espada. Mal conseguia ficar em pé e caiu sobre os bancos.

    Triste foi seu fim, pois este não aceitava a derrota, clamando pela batalha. Os guardiões sentiram pena daquela outra pobre alma e o pouparam, privando-se a apenas bater forte em sua cabeça para este desmaiar e assim leva-lo para seu julgamento em Rachel.

    Fim de O Maestro.


    Spoiler:

    Obrigado a todos que participaram.

    Abraços, Rockstar.


    _________________

    Servidor Thor. Role-playing game. Click na assinatura. Obrigado Eddie.
    Fanfics:

    A História de Rockstar A história de um espadachim sedento por vingança Aventura (completa)
    Clérigo Um universo onde o bem e o mal é tênue Suspense (em progresso)
    avatar
    Bento
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 533
    Reputação : 18
    Data de inscrição : 23/12/2010
    Idade : 24
    Localização : Rune Midgard

    Re: [Relatórios da Campanha] O Maestro.

    Mensagem  Bento em Sex Fev 04, 2011 5:55 pm

    [off]
    Gostei muito da campanha, achei bem envolvente e exigiu bastante a participação de todos.^^

    Abraço,

    Bento Quevedu.
    avatar
    Icarus Morrisane
    Seeker
    Seeker

    Mensagens : 332
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 04/07/2010
    Idade : 20
    Localização : Kunlun

    Re: [Relatórios da Campanha] O Maestro.

    Mensagem  Icarus Morrisane em Sab Fev 05, 2011 1:55 pm

    O relatório está bom mas está faltando algumas coisas como: A parte em que falamos com o guarda para saber onde ir em Veins e a parte em que eu apanho...
    avatar
    -Rockstar-
    Administrador
    Administrador

    Mensagens : 933
    Reputação : 23
    Data de inscrição : 01/07/2010
    Idade : 24
    Localização : Sacro-Império de Arunafeltz.

    Re: [Relatórios da Campanha] O Maestro.

    Mensagem  -Rockstar- em Sab Fev 05, 2011 2:43 pm

    Icarus Morrisane escreveu:O relatório está bom mas está faltando algumas coisas como: A parte em que falamos com o guarda para saber onde ir em Veins e a parte em que eu apanho...

    Achei desnecessário incluir, visto que não tenho os diálogos.


    _________________

    Servidor Thor. Role-playing game. Click na assinatura. Obrigado Eddie.
    Fanfics:

    A História de Rockstar A história de um espadachim sedento por vingança Aventura (completa)
    Clérigo Um universo onde o bem e o mal é tênue Suspense (em progresso)

    Conteúdo patrocinado

    Re: [Relatórios da Campanha] O Maestro.

    Mensagem  Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter Out 24, 2017 7:09 am