Ficha de Personagem - Leon Lockheart - iSora

    Compartilhe
    avatar
    Leon
    Beholder
    Beholder

    Mensagens : 16
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 08/02/2011
    Idade : 27
    Localização : Não Confirmada.

    Ficha de Personagem - Leon Lockheart - iSora

    Mensagem  Leon em Sex Fev 11, 2011 9:36 am

    Obs.: Ficha em Atualização.

    iSora - Leon Lockhearth


    Informações:


    Nome: Sora

    Nome Verdadeiro: Leon Lockheart

    Classe: Cavaleiro Rúnico

    Profissão: Capitão de Regimento e Membro da "Comissão de Investigação do Novo Mundo", sob ordem da Cavalaria de Prontera.

    Idade: 26 Anos

    Altura: 1,80 m

    Peso: 80Kg

    Tipo Sanguíneo: O+

    Cor do Cabelo: Loiros, Repicados e com uma mecha caida sobre o olho direito.

    Cor dos olhos: Ciano

    Cor da pele: Caucasiana

    Cheiro: Suor e Sangue

    Raça: Humano

    Signo: Capricórnio

    Signo Nórdico: LANDVIDI - (22/12 a 20/01)

    "A Terra Branca", representava o reino de Vidar, filho silencioso de Odin. Introvertido metódico, prudente, possui amor à liberdade, independência, persistência e determinação. No campo afetivo é desconfiado mas fiel, dedicando tempo e energia aos seus interesses profissionais, por isso, corre o risco de colocar o amor em segundo plano; Nao deixa transparecer seus verdadeiros sentimentos, ocultando-os sob aparente calma.

    Mão Dominante: Destro.

    Afinidade Elemental: Gelo

    Tendência: Neutro / Caótico

    Local de Nascimento: Izlude

    Hobby: Treinamento com Esgrima. Olhar a maresia, sentado à costa de Izlude, normalmente a noite quando está sozinho.

    Comida Predileta: Bife Marinado Brilhante

    Bebida Predileta: Vinho de Mastela

    Personalidade:

    O garoto antes espirituoso e amistoso, acabou dando lugar a um homem soberbo e frio.

    A alta patente na Cavalaria de Prontera, e o constante contato com os nobres do Reino fez com que Sora abandonasse as origens humildes que teve, se mostrando cada vez mais intolerante e autoritario.

    Não se mistura facilmente com as pessoas, tratando todas com um uma linguagem formal e um nitido tem de deboche.

    Com seus subordinados costuma ser impaciente, e qualquer questinamento é facilmente tomado como desobediencia.

    Devido a sua atidtude rispida acabou ganhado um apelido, relacionado com seu nome verdadeiro. O Leão de Ouro.

    Vestimentas e Equipamentos:
    Spoiler:
    Simbolo dos Cavaleiros Runicos o Poder das Runas é parte constante de sua vestimenta de batalha.

    A investigação em Ash Vaccum coordenada por Rune Midgard acabou lhe rendendo um item precioso. Uma capa protetora feita com um pedaço de Pele do Guardião Nidhogg.

    Copias das Armadura de Dibolus e Botas de Dibolus tambem lhe foram consedidas pelas equipes de preparação da Aliança, visando possiveis combates em terras desconhecidas do novo mundo.
    Essas por sua vez possuem uma peculiaridade.
    Foram refinadas em uma liga de metal dourado, conseguida atravez dos Minerais da mina de Einbroch as tornando ainda mais resitentes.

    Devido a sua postura altamente ofensiva tem como armas prediletas uma Bardiche e um Escudo de Platina sempre atacando com a maior força possivel, visando esmagar seus oponentes antes mesmo que se aproximem de mais.
    Em caso de falha em sua estrategia de combate inicial, leva consigo um exemplar da espada oriental Tae Goo Lyon, usada em encontros "mais intimos" com inimigos que teimem em chegar perto.

    Possessões Valiosas:
    O Colar dado por sua mãe quando se tornou espadachim. Ainda não sabe o que significa as letras S.O.R.A. contidas no mesmo, mas o tem como unica lembrança de seu tempo de infancia.


    Frases de Efeito:

    “Saia! Ele (a) é minha presa.”

    “Eu sou aquele que carrega a herança dos Leões!”

    "Em nome do Reino!"

    Biografia:

    Spoiler:
    Prefacio
    .
    “Quer saber sobre mim? Por quê? Nem mesmo eu sei o que eu sou...” - Leon Lockheart.
    Um dia me perguntaram quem eu era.
    Já ouvi isso varias vezes e sempre achei que tinha a resposta para essa pergunta, mas dessa vez foi diferente.
    Eu não sabia responder...
    Não fazia idéia do que eu era, e se o que eu já fui era realmente verdade.
    Decidi pensar pra responder e notei que não lembrava de nada com exatidão.
    Minha memória estava repleta de imagens sem nexo que eu não fazia idéia se realmente aconteceram ou não...
    Minhas memórias estavam turvas...

    Goldsmith

    “Você é um fracasso! Uma desonra ao nome dos Goldsmith!” – Simon Goldsmith.
    Meus pais costumavam contar uma historia meio engraçada, e um pouco triste ao mesmo tempo, de como se conheceram.
    Meu pai, Leonel Goldsmith, veio de uma família respeitada de ferreiros.
    Os Goldsmith eram fortes “Colaboradores” da exploração das cidades mineradoras Eiborch e Einbech.
    Diferente de sua linhagem, ele nunca teve tino pros negócios, e acabou virando um mercador por livre e espontânea pressão do meu avô Simon, patriarca dos Goldsmith em sua geração.
    Como mercador? Bem... Ele era horrível! Sempre fazia maus negócios, sempre mal informado e desatualizado com preços, sua “ingenuidade” sempre o fez vitimas de trambiqueiros de plantão.
    Sua única compradora “honesta” era Lílian Lockheart, que trabalhava como ajudante de uma das feirantes na praça comercial da capital, Prontera.
    De eles acabaram ficando amigos, e se tornando sócios como fornecedores de mercadoria para os comerciantes locais. Ela sabia o que todos precisavam, e ele tratava de conseguir. Não dava muito dinheiro, mas já tinha mais ali do que só os negócios.
    Essa era à parte engraçada...
    Daí pra frente às coisas ficaram difíceis... O velho Simon era realmente influente, e conseguiu caçar a licença de mercador do próprio filho, fazendo com que ele fosse expulso da guilda de mercadores.
    Para ele um dos seus se misturar com civis era uma afronta.
    Sem poder trabalhar como um mercador oficial, meu pai se mudou para Izlude, já que, todavia, trocar uma casa na capital por uma em sua cidade satélite seria viável até mesmo pra levantar algum capital.
    Como era conhecido pelos residentes da cidade não foi difícil conseguir um emprego nos estábulos da Cavalaria de Prontera.
    Isso acabou enfurecendo mais ainda o velho Simon, mas isso não vem ao caso... Não ainda.

    Irmãos

    “Vou ser um espadachim custe o que custar!".– Leon Lockheart.
    Eu sempre tive uma família bem normal eu diria.
    Filho mais velho, batizado na catedral de prontera com nome de Leon Lockheart, já que meu pai não queria levar o sobrenome dos Goldsmith adiante.
    Meu irmão mais novo, Marcus não era muito apegado a mim não e acabávamos brigando quase sempre. Meu pai querendo ou não acabou herdando o tem severo dos Goldsmith e colocou agente pra trabalhar cedo.
    Minha mãe havia ficado um pouco doente depois do segundo filho por isso se ateve apenas aos trabalhos domésticos por um bom tempo, apenas fazendo alguns serviços pra fora como complementação de renda.
    Logo que alcançamos certa idade fomos ajudar com o serviço nos estábulos e pode acreditar, eu adorava aquilo.
    Não era o trabalho mais fácil, ou mais limpo do mundo, mas nós o fazíamos sem reclamar.
    Passava horas tratando os Pecos e vendo os cavaleiros que vinha buscá-los. Ficava imaginando as aventuras que eles viviam e sempre me perguntava o que eles viam mundo a fora.
    Eu tinha uma certeza. Tinha que me tornar um deles.
    O interessante, é que apesar de tão dedicado a ajudar nosso pai quanto eu, meu irmão não tinha interesse nenhum em se tornar um aventureiro.
    Ele era muito inteligente, bem mais do que eu. Vivia socado em meios aos livros que comprava com o dinheiro que nosso pai lhe dava pela ajuda no estábulo.
    Qualquer escola de magia teria o aceitado prontamente e com certeza ele seria um mago de sucesso.
    O fato é que ele não se importava com isso, nem um pouco.
    Quando finalmente tomei coragem para falar com minha família sobre entrar para a academia de espadachins de Izlude recebi um sonoro não do meu pai.
    Sem a mínima chance de replica ou alguma explicação plausível. Estava proibido e pronto.
    Feliz ou infelizmente não sei, eu era teimoso demais para aceitar aquilo sem fazer nada.
    Passei a acordar muito cedo e logo que meu pai saia em direção a capital eu saia escondido e ia treinar nos arredores da cidade.
    Oras! Eu morava em Izlude e via todos os dias o treinamento da academia.
    Muitas daquelas técnicas eu sabia melhor do que os próprios recrutas! Eu achava isso naquela época.
    Não demorou muito para que eu fosse descoberto. Marcus me seguiu algumas vezes, a mando de nossa mãe que estranhou o porque de eu sair tão cedo. Em uma dessas vezes ele se revelou e disse que já não era mais segredo o que eu fazia.
    Pensei que fosse contar ao papai e que eu estaria acabado naquele momento.
    Não foi o que aconteceu.
    Ele me incentivou e vinha todos os dias ler seus livros, enquanto eu corria atrás dos lunáticos e porings próximos a nós.
    Algum tempo depois eles já não era mais desafios pra mim, mas eu não podia me afastar mais ou me denunciaria.
    Ele decidiu então que me ajudaria a trinar. E assim foi por alguns bons dias.
    Sabe que ele tinha talento pra coisa? Tanto ou até mais do que eu!
    Estávamos decididos. Iríamos enfrentar nosso pai e tentar novamente entrar para academia. Dessa vez juntos.


    Nome de Guerra

    “Seu avô não era uma pessoa ruim. Só queria o bem pra sua família, assim como seu pai e assim como você também”.– Lílian Lockheart.


    Quando fomos enfrentar nosso pai eu estava morrendo de medo. Ele era muito rígido e realmente eu não gostaria de vê-lo irritado.
    Infelizmente meus medos se confirmaram.
    Nunca tinha visto ele tão nervoso quanto naquele dia.
    Gritava e esbravejava andando de um lado para o outro.
    Ele não conseguia aceitar.
    Achava que a cavalaria não era pra gente simples e uma vida nômade como aventureiro iria levar a morte sem sentido.
    Minha mãe interviu nos mandou sair dizendo que iam conversar a sós.
    Alguns bons minutos depois ela veio nos chamar.
    Meu pai ainda estava muito serio, sentado em frente à lareira, de costas para a porta por onde entramos. O que foi dito naquela hora foi o suficiente. Antes que retornássemos aos nossos quartos em silencio sem nos olhar ele disse:
    _Vocês de modo algum terão o meu apoio ou aprovação, mas tem minha permissão.
    Ficamos num clima bem pesado durante alguns dias.
    Fomos proibidos de ir aos estábulos, com a desculpa que era pra nos prepararmos para o exame de admissão.
    Acordávamos e dormíamos sem ver nosso pai e eu me preocupava como que ele poderia estar pensando.
    Chegado o dia, ele estava lá nos observando de longe. Fiquei feliz com isso, ele mostrou que se importava e eu ia dar o meu melhor pra que ele se orgulhasse.
    Chegada a hora as instruções foram passadas:
    _Atravessem a caverna abaixo da sede e cheguem até a saída do outro lado.
    _Só isso? – pensei – Essa eu tiro de letra!
    Maldita hora que pensei assim. O lugar era escuro úmido e irregular. Havia varias falhas no chão e uma ponte instável. O barulho das Chon-Chons era irritante e tirava minha concentração. Quase caí duas vezes, e pelo barulho do vento que passava abaixo de mim era nítido que não ia ser uma queda pequena.
    Por fim, cheguei ao outro lado.
    Uma senhora estava a minha espera do outro lado, ela era encarregada de cuidar dos recrutas que passassem pelo teste.
    Alguns minutos depois Marcus também saiu da caverna e fomos em direção aos nossos parentes.
    Nesse momento minha mãe me abraçou bem forte enquanto meu pai nos olhava serio.
    _Esse é o ultimo momento que vejo meus filhos como crianças. – disse ele num tom rígido, mas com certa serenidade no olhar. – De agora pra frente vocês são homens feitos e espero que se comportem como tais. Não me façam arrepender de minha decisão. – continuou enquanto retirava de seus pertences um crucifixo prateado e entregava a Marcus.
    _Eu rezava com esse crucifixo todos os dias desde que tina a idade de vocês. – Explicou minha mãe com um sorriso no rosto. – que ele te proteja assim como fez comigo por todos esses anos.
    De repente meu pai me olhou firme e disparou:
    _Quanto a você! Teimoso, inconseqüente, indisciplinado! Quase matou sua mãe de preocupação!
    _Vocês dois são idênticos! – interrompe em meio a gargalhadas – quantas vezes ficaram sem dormir por sua causa? Você se lembra?
    _Isso não vem ao caso! – desconversou embaraçado. – Você carrega o quente sangue dos Goldsmith. Isso pode de causar problemas lembre-se disso. – disse novamente a mim enquanto minha mãe me entregava um colar dourado com uma pedra rubra incrustada.
    _Carregue essa sua vontade pelos quatro cantos. Ela o guiará e essa será a lembrança que você terá de suas origens.
    Ao receber o colar em mãos o olhei firmemente, quase que me perdendo da realidade.
    Uma inscrição, como que entalhada a mão em seu verso, me chamou a atenção: S.O.R.A.
    Perguntei o que significava e não obtive resposta.
    Nem me importei. Tomei como aquilo incentivo. Possivelmente, alguma inscrição mágica ou idioma perdido. Tinha ficado excita do com as possibilidades.
    De fato, nem me lembro se algum dia, eu cheguei mesmo a procurar pelo significado daquilo, mas naquele momento acabei tomando apresso por aquela palavra e tornando-a um símbolo de mim mesmo.
    A começar por meu Irmão, todos passaram a me chamar assim, e pra ser cincero eu até gostei.
    Dois Mundos - Incursão a Caverna Orc
    .
    “Aquela luz salvou nossas vidas Sora!” – Marcus Goldsmith.

    Sabe o que eu sempre achei engraçado? Eu sempre fui avesso ao meu irmão em muitos sentidos. O que acabava gerando muitas brigas até. Mas não consigo ver isso como uma coisa ruim!
    Uma vez aconteceu uma coisa que juro não acreditar até hoje!
    Já estávamos a bastante tempo na Academia e depois de tanto ouvir boatos sobre lugares onde só aventureiros experientes se arriscavam a ir fiquei tão tentado que convenci um irmão a me acompanhar até a Vila dos Orcs.
    Provavelmente esse era o “lugar de renome” mas próximo de nós e eu estava confiante em nosso treinamento até aquele momento.
    Quando estávamos nos preparando para ir, comprando novos equipamentos e mais suprimentos uma de nossas maiores diferenças ficou ainda mais nítida: nossas técnicas de combate eram muito distintas.
    Marcus, mesmo sendo mais novo tinha uma força física muito maior que a minha e uma resistência incrível. Ambidestro, ele utilizava facilmente equipamentos variados, mas preferia um bom escudo e uma lamina afiada ou uma lança leve.
    Eu preferia ataques rápidos e me esforçava em esquivar dos ataques inimigos encontrando brechas entre eles pra conseguir infligir danos constantes. Sempre achei escudos e lanças desajeitados então me especializei em espadas um pouco maiores e mais pesadas.
    Ao chegarmos na Vila Orc, lugar bem movimentado diga-se de passagem, fomos calorosamente recebidos pelos machados pesados e pelo cheiro ruim dos guerreiros orcs e suas senhoras.
    Apesar da aparência grotesca e da grande quantidade eles não eram o suficiente. Inúmeros aventureiros os enfrentavam como numa praça de guerra, e os poucos que chegavam a nos atacar eram facilmente derrotados já que estávamos acostumados a lutar juntos.
    Ficamos alguns minutos ali perambulando, conhecendo o lugar até nos encontrarmos com um aglomerado de pessoas, reunidas no que parecia ser um ponto estratégico.
    Alguns poucos se preocupavam em manter guarda evitando ataques surpresa mas a grande maioria estava repondo suprimentos e bolando estratégias de combate.
    Notei que muitos entravam por uma abertura em uma das cabanas próximas e resolvi perguntar o que acontecia ali.
    Um Sacerdote que estava se dirigindo ao local me respondeu.
    _Esses monstros enterram seus cadáveres naquela caverna amaldiçoada e eles renascem como demônios! Mortos vivos intermináveis que tem que ser combatidos!

    Atributos:



    Força: Media
    Agilidade: Media
    Vitalidade: Baixa
    Inteligência: Baixa
    Destreza: Media
    Sorte:Baixa

    Carisma: Médio
    Manipulação: Baixa
    Aparência: Alta
    Percepção: Baixa
    Sabedoria: Baixa
    Raciocínio:Alto

    Vantagens e Desvantagens:


    Patrono - Cavalaria de Prontera

    Uma grande organização, empresa, governo ou NPC
    poderoso ajuda você. Dentro de certos limites, um Patrono
    pode fornecer transporte, equipamento e informação para um
    empregado. Um Patrono também pode ajudar e enviar reforços
    quando você mais precisar.

    Contudo, em alguns momentos ou situações,
    talvez nenhuma ajuda seja possível.

    Ter um Patrono também significa que você precisa ser
    leal e seguir ordens. Muitas vezes vai precisar cumprir missões
    para seu Patrono.

    Código de Honra - Código do Combate: nunca atacar um oponente indefeso,
    ou em desvantagem numérica.

    Fúria - Frenesi

    Sempre que você sofre dano ou fica irritado por qualquer
    motivo (a critério do mestre), deve fazer um teste de Resistência.
    Se falhar, entra em um tipo de frenesi de batalha e
    ataca imediatamente o alvo de sua irritação.

    Durante a Fúria você não pensa claramente: jamais pode
    se esquivar, usar magia, ou qualquer vantagem que use PMs.

    A Fúria só termina quando você ou seu oponente são
    derrotados, ou caso o oponente consiga fugir. Quando tudo
    acaba, você fica imediatamente esgotado.

    Ponto Fraco

    Você ou sua técnica de luta tem algum tipo de fraqueza.
    Alguém só pode descobrir seu ponto fraco se observar uma luta sua pelo menos uma vez.

    Você pode tentar descobrir o Ponto Fraco de um lutador
    quando o observa em ação.

    Se você tem Boa ou Má Fama, então seu Ponto Fraco
    será automaticamente conhecido por quase todo mundo!
    [/quote][/quote]


    Pericias:


    Última edição por Cael Ashlan em Sab Fev 18, 2012 7:06 am, editado 9 vez(es) (Razão : Ficha em Atualização)
    avatar
    -Rockstar-
    Administrador
    Administrador

    Mensagens : 933
    Reputação : 23
    Data de inscrição : 01/07/2010
    Idade : 24
    Localização : Sacro-Império de Arunafeltz.

    Re: Ficha de Personagem - Leon Lockheart - iSora

    Mensagem  -Rockstar- em Sex Fev 11, 2011 3:26 pm

    Gostei da ficha, e também do personagem.

    Como dizem: " nos menores frascos estão os melhores perfumes."


    Abraços, Rockstar.


    _________________

    Servidor Thor. Role-playing game. Click na assinatura. Obrigado Eddie.
    Fanfics:

    A História de Rockstar A história de um espadachim sedento por vingança Aventura (completa)
    Clérigo Um universo onde o bem e o mal é tênue Suspense (em progresso)
    avatar
    Leon
    Beholder
    Beholder

    Mensagens : 16
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 08/02/2011
    Idade : 27
    Localização : Não Confirmada.

    Re: Ficha de Personagem - Leon Lockheart - iSora

    Mensagem  Leon em Ter Abr 12, 2011 8:57 pm

    Atualizada.
    Agora Como Lorde.
    Avaliem por Favor.
    avatar
    -Rockstar-
    Administrador
    Administrador

    Mensagens : 933
    Reputação : 23
    Data de inscrição : 01/07/2010
    Idade : 24
    Localização : Sacro-Império de Arunafeltz.

    Re: Ficha de Personagem - Leon Lockheart - iSora

    Mensagem  -Rockstar- em Qua Abr 13, 2011 5:47 am

    Ficha muito boa e bem completa, parabéns!


    Abraços, Rockstar.


    _________________

    Servidor Thor. Role-playing game. Click na assinatura. Obrigado Eddie.
    Fanfics:

    A História de Rockstar A história de um espadachim sedento por vingança Aventura (completa)
    Clérigo Um universo onde o bem e o mal é tênue Suspense (em progresso)
    avatar
    Bento
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 533
    Reputação : 18
    Data de inscrição : 23/12/2010
    Idade : 24
    Localização : Rune Midgard

    Re: Ficha de Personagem - Leon Lockheart - iSora

    Mensagem  Bento em Qua Abr 13, 2011 6:27 am

    Também gostei, está muito boa, e a sua evolução para Lorde também ficou bem feita.

    Abraços,
    avatar
    Ikke
    Hodremlin
    Hodremlin

    Mensagens : 146
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 28/03/2011
    Idade : 26
    Localização : Brasilis

    Re: Ficha de Personagem - Leon Lockheart - iSora

    Mensagem  Ikke em Qua Abr 13, 2011 10:20 am

    Gostei da ficha está bem atualizada, sua assinatura ficou show tb..

    Daqui a pouco estaremos vendo a de RK

    Espero uma Fic agora..

    Abração
    avatar
    takeshimaid
    Hodremlin
    Hodremlin

    Mensagens : 185
    Reputação : 1
    Data de inscrição : 09/03/2011
    Idade : 21
    Localização : Death City

    Re: Ficha de Personagem - Leon Lockheart - iSora

    Mensagem  takeshimaid em Qua Abr 13, 2011 12:15 pm

    Ficou boa iSora não vi muitas coisas parecidas como você falou...depois vou dar uma revisada na minha e_e'

    A ficha ficou ótima com detalhes e personalidade fácil de entender!
    avatar
    Leon
    Beholder
    Beholder

    Mensagens : 16
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 08/02/2011
    Idade : 27
    Localização : Não Confirmada.

    Re: Ficha de Personagem - Leon Lockheart - iSora

    Mensagem  Leon em Qua Abr 13, 2011 12:29 pm

    Não ta mais parecida pq ambos atualizamos as fichas. E como disse in-game to mudando muita coisa pra poder diferenciar... e ate ta ficando legal.
    avatar
    Leon
    Beholder
    Beholder

    Mensagens : 16
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 08/02/2011
    Idade : 27
    Localização : Não Confirmada.

    Atualizando.

    Mensagem  Leon em Qui Nov 10, 2011 9:08 am

    Bento / Ermian.

    Apesar dos ultimos acontecimentos tomei a liberdade de atualizar a ficha do Sora aqui tbm, assim como fiz nos outros Foruns ja que originalmente ele desapareceu como um Guardião de Freya e eles são citados em seus dados.

    Espero que não se incomode.

    Att. Cael Ashlan / Leon Lockhearth
    avatar
    Bento
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 533
    Reputação : 18
    Data de inscrição : 23/12/2010
    Idade : 24
    Localização : Rune Midgard

    Re: Ficha de Personagem - Leon Lockheart - iSora

    Mensagem  Bento em Qui Nov 10, 2011 9:09 am

    De forma alguma, uma ficha atualizada é sempre bom.

    Abraços.
    avatar
    Asbrun*
    Hodremlin
    Hodremlin

    Mensagens : 150
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 05/10/2011
    Idade : 20
    Localização : Sao paulo

    Re: Ficha de Personagem - Leon Lockheart - iSora

    Mensagem  Asbrun* em Qui Nov 10, 2011 3:50 pm

    gostei da sua ficha bem legal e original
    avatar
    Leon
    Beholder
    Beholder

    Mensagens : 16
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 08/02/2011
    Idade : 27
    Localização : Não Confirmada.

    Ficha atualizada.

    Mensagem  Leon em Sab Fev 18, 2012 7:39 am

    Tentando atualizar/terminar a ficha e como disse antes tem coisa da GdF no meio então vou atualizar aqui tbm, mesmo estando fora do jogo. Só de praxe, e pq pode ser util a alguem.
    avatar
    -Rockstar-
    Administrador
    Administrador

    Mensagens : 933
    Reputação : 23
    Data de inscrição : 01/07/2010
    Idade : 24
    Localização : Sacro-Império de Arunafeltz.

    Re: Ficha de Personagem - Leon Lockheart - iSora

    Mensagem  -Rockstar- em Qua Fev 22, 2012 12:45 am

    Quanto capricho! Confesso que não a li por completo - a biografia é grande... hehehe- mas da gosto de ler! Ah sim, ali na descrição do frenesi achei bem interessante mas retire a parte dos PM's.

    Abraços, Rockstar.


    _________________

    Servidor Thor. Role-playing game. Click na assinatura. Obrigado Eddie.
    Fanfics:

    A História de Rockstar A história de um espadachim sedento por vingança Aventura (completa)
    Clérigo Um universo onde o bem e o mal é tênue Suspense (em progresso)

    Conteúdo patrocinado

    Re: Ficha de Personagem - Leon Lockheart - iSora

    Mensagem  Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Seg Dez 11, 2017 12:37 am