A História de Rockstar

    Compartilhe
    avatar
    -Rockstar-
    Administrador
    Administrador

    Mensagens : 933
    Reputação : 23
    Data de inscrição : 01/07/2010
    Idade : 24
    Localização : Sacro-Império de Arunafeltz.

    A História de Rockstar

    Mensagem  -Rockstar- em Sex Jul 02, 2010 3:35 pm

    Capítulo I- O Sobrevivente.


    "Haverá um dia em que o Mal dominará Rune Midgard,
    Seram tantos quanto os grãos de areia de Morroc.
    Restarão apenas os mais bravos e honrosos
    Que trarão consigo a Luz perante as Trevas."



    -Aqui, Achei alguma coisa!

    -Ok! Estou indo.

    Os dois cavaleiros veem alguma coisa um pouco mais a frente.

    -Olhe Samuel é um garoto!

    -Cuidado Sennon!

    -Vá chamar o sacerdote!
    diz Sennon preocupado.

    Samuel vai as pressas até o acampamento e em seguida retorna com um sacerdote.

    -Acharam alguém vivo?
    diz o sacerdote.

    -Sim mas ele está desacordado.

    Responde Sennon erguendo um pouco os braços destacando o menino em seu colo.

    O sacerdote se aproxima mais, olha com atenção ao menino, respira fundo, fecha seus olhos e diz:

    -Curar!

    No mesmo instante surge uma aura esverdeada em torno da criança.

    -Garoto acorde!

    O gararoto abre os olhos levemente e ao ver Senon começa a sorrir.

    A criança parecia ter por volta de dois anos e estava enrolada em um manto negro.


    Um pequeno grupo formado por dois cavaleiros e um sacerdote encontram uma criança enrolada num manto negro, intacta.
    Porém sua mãe não teve a mesma sorte, já que estava caida inerte alguns metros a frente.



    Capítulo II - Aprendiz de Espadachim.


    "Na escuridão da noite, a Lua vangloria seu brilho mostrando sua grandiosidade.
    Mesmo assim, as estrelas persistem em brilhar
    Porque elas sabem que a Lua apenas reflete o brilho de uma estrela."



    Com passar de alguns anos, Athur Senon adotou o tal menino dando o nome de Rockstar.

    Ele era um garoto esperto e sorridente. Ajudava seu novo pai Athur Senon em Prontera.

    - Pai quando terei um Peco-peco como o teu?

    Pergunta Rockstar puchando a sela da ave de forma impaciente.

    - Rock, pela quarta vez eu te respondo: Quando virar um cavaleiro!

    - Mas como eu me torno um?

    - Precisa primeiro ser um espadachim.

    - Então me ensina a ser um!

    - Não é tão simples assim. Você só tem dez anos meu filho.

    - Ah pai! Não vale. Eu fico todos os dias vendo o senhor matando monstros e eu continuo aqui sem fazer nada.

    Rock começa a puxar a sela do bixo com mais força até o Peco-peco perder a paciência e o bicar em sua cabeça.

    - Buah! Quem disse que eu quero esse bixo idiota!

    - Calma filho.

    - Rockstar enxuga suas lágrimas.

    - Eu te renomeio "aprendiz de espadachim".

    - Oba!Mas qual será minha primeira missão?

    - Hmm...Sua primeira "missão" é ir em Payon e e entregar essa Claymore ao meu amigo Murphis. Ele estará próximo a Funcionária Kafra.

    - Pai já está pedindo para mim fazer seus favores novamente?!

    - Não acabei de falar ainda... Pegue essa adaga e mate alguns Salgueiros e me tragá seus troncos. Mas não demore muito!

    - Hehehe... Sempre quis matar Salgueiros Anciões!

    - Não, não, não! Salgueiros... Vamos começar aos poucos.

    - Está bem pai!

    - Tome essas ervas caso se machuque.Aqui está o zeny para o teleporte e cuidado para não se perder.

    - Claro pai.

    Rockstar se despedi de Athur e parti em direção a Funcionária Kafra.

    - Posso te ajudar em alguma coisa?

    - Sim, quero usar o teleporte.

    - Escolha seu destino por favor:

    - Payon.

    Rockstar é teleportado para Payon. E logo encontra Murphis e lhe entrega a Claymore a pedido de seu pai.

    - Para onde você vai agora Rock?

    - Caçar Salgueiros.

    - Ótimo, vou com você lhe fazer companhia.

    Murphis se diverte muito ao ver Rockstar matar os salgueiros.

    - Garoto você é então filho de Athur?

    - Sim de criação.

    - De criação?

    - Sim, ele me encontrou em Rachel e me salvou.

    - Interessante...E seus pais verdadeiros?

    - Não foram encontrados.

    - Que história triste, mas foi como isso?

    - Meu pai disse que me encontrou enquanto caçava com alguns amigos.

    - Bom, preciso ir... Foi um prazer conhecer você Rockstar. Boa sorte com os Salgueiros.

    Após longas horas de treinamento, Rockstar resolve voltar para casa.

    A casa de Sennon estava sem sinal de vida. Apenas a janela do quarto esquerdo havia claridade.

    - Pai cheguei!

    Sem obter resposta, Rock caminha cuidadosamente até o quarto de seu pai.

    A porta estava um pouco aberta.

    Rockstar aproxima seu rosto e vê a imagem de seu pai segurando uma espécie de carta e folheando alguns livros.

    - Pai?

    - Rock?!

    Com tamanho susto. Athur deixa cair alguns livros, onde os junta rapidamente e enfia a carta dentro de um deles.

    - Rock meu filho,você me assustou!

    - Desculpa pai. Não foi minha intenção.

    - Trouxe o que eu lhe pedi?

    - Claro, consegui juntar vinte troncos.

    - Ótimo. Amanhã vamos a loja de armas comprar seu presente.
    Agora vá tomar banho.

    -Está bem.

    Após o jantar Rock vai ao seu quarto e ao se deitar reflete sobre o dia que teve.

    Mesmo feliz com o presente que irá receber, Rockstar estava muito curioso com aquela carta que seu pai mantinha em segredo. Não era a primeira vez que Rock via seu pai com aquela misteriosa carta em mãos.



    Capítulo III- A Morte de um Herói


    "Abra suas Asas e voe
    Mesmo que elas sejam cortadas
    Não desista do sonho de liberdade."


    O dia amanhecia em Prontera, eram por volta das 8:00 da manhã, os mercadores estavam arrumando suas pequenas lojas que variavam nas mercadorias,armas,cartas,poções e itens coletados de monstros mortos.
    O sol surgia ao leste, entre as arvores dos arredores daquela grande cidade.

    -Rock como prometido vamos na loja lhe comprar sua espada, e alguns itens que vão te ajudar no teste.

    Rockstar olhava de cabeça baixa,estava um pouco preocupado já que nunca tinha feito algum teste desse tipo antes.

    -Bom é aqui, fique do lado de fora um pouquinho que vou nas lojas pegar as minhas encomendas.

    Rockstar se sentou nos bancos em volta do chafariz em homenagem a Odim e ficou conversando com uma mulher chamada Gabiroba, que criticava o morumento feito na parte alta do chafariz.
    Enquanto isso Athur entrava nas lojas em volta e dava uma piscadinha rapida para Rock, de modo para ver se estava tudo bem.

    -Filho vamos! Já comprei tudo que você precisa aqui está!

    Athur Senon tirava com cuidado os itens que comprou para Rock, uma Lâmina, algumas poções brancas, poção da concentração, e até poções verdes.

    -Eu sei Rock! É uma péssima espada, mas as outras achei um tanto pesadas para você, e também exigem maior controle sobre elas, mas não se preocupe se o teste que eu fiz quando tinha sua idade for semelhante ao feito hoje, você tira de letra.Mas me diga o que te deu?

    -Ehrm...Eu tava ali com aquela moça, e ela não parava de falar de Odim,blá,blá,blá.
    Mas o que me chamou a atenção eram aquelas bandeiras envolta da praça com simbolos estranhos nelas.

    -Calma ai garoto! Aquilo representam os atuais donos dos castelos, já passamos algumas vezes por lá não lembra? Mas sabe Rock acredito muito em você, acho que logo você me passa, você será mais que um cavaleiro, quem sabe até mesmo um Lorde!

    -L-orde? Porque você acha isso pai?

    -Intuição Rock, Intuição!

    Athur Sennon e Rock, sairam da cidade e já estavam se dirigindo a Izlude.

    -Rock agora quero que você pratique com a espada, pegue ela e bata nessas pupas mesmo.

    -Hmm, ta bom.


    Enquanto caminhavam, seu pai dava alguns pequenos conselhos a Rock, desde segurar a espada à não atacar monstros no teste se não for preciso.

    -Rock ta vendo a ponte? Ali é Izlude.Vou te deixar dentro da guilda, mas depois teu pai vai ter que voltar para Prontera, preciso pegar meu peco peco no estábulo.

    -Ta bom pai, acho que já aprendi o caminho, e vo seguir suas dicas. (^^)

    Quando atravessaram a ponte de Izlude, seu pai mostrou a Rock os diversos pontos daquela pequena cidade, mas comparada ao agito de Prontera era calma e bela como uma vila.

    -Rock, lembre-se do que eu disse, se precisar comprar alguma coisa, ali é a loja de utilidades e lá a de armas.

    Athur e Rock entraram dentro da guilda e enquanto Athur falava com o espadachim responsável pelo teste, Rock sentava-se no sofá olhando de forma encabulada aos companheiros de teste, pois nunca teve algum convivio com outras crianças, era sempre ele e seu pai, e tudo que ele sabia, desde livros a vida era seu pai que lhe ensinava.

    -Rock, agora seu pai tem que ir embora, daqui a pouco vão te chamar.

    Enquanto falava com Rock, Sennon percebeu que havia um garoto um pouco maior que Rockstar, loiro e com ar de grandeza.

    -Viu Rock, ta vendo aquela criança ali, é um belo exemplo de não ser.Não fique preocupado, são esses que gostam de falar pelos cotuvelos por não ser nada a mais que isso.Agora preciso ir.

    Athur deu um beijo na testa de Rock, e um forte abraço para lhe trazer confiança.
    Já se passava meia hora, e o teste não começava, até que um espadachim, lista alguns nomes, convocando para o teste.

    -Agora vamos dar o inicio ao teste, por favor entre a sala ao lado: Kyou Tagari,Khympos,Vinicius gs,Ana Govard,Rockstar e Lorde Ryu....

    Lorde?, Rockstar ficou curioso em conhecer este garoto, que compartilhava o mesmo sonho que ele. E na qual seu pai tinha tinha conversado sobre Lordes está manhã.

    O teste foi demorado para Rockstar, ele junto com Lorde Ryu e Vinicius gs sofreram sérias dificuldades já que aquele mesmo garoto loiro havia derrubado Vinicius da ponte, mas se não fosse isso os 3 nunca iriam se conhecer.

    Por sorte, os 3 conseguiram finalizar o teste, e Rock teve sua camiseta rasgada, como marca de sua 1ª batalha de verdade.

    Após finalizar o teste Rock, se despediu de seus novos e únicos amigos que havia, e foi correndo pra casa avisar o pai de sua vitória e de suas novas vestes ganhas como espadachim.

    Durante o caminho para Prontera, Rock testava sua Lâmina em alguns monstros, e já dominava algumas novas técnicas, como o Golpe Fuminante, nome que ele havia escutado de outros espadachim, e achado um bom nome para se usar.

    Quando finalmente chegou em Prontera,já havia aquele tipíco túmulto de ferreiros,alquimistas e mercadores disputando a atenção do público com suas mercadorias.

    Ao chegar em casa, Rock vê pela janela uma pessoa na sala bebendo um pouco de chá, confuso ele abre a porta com sua Lãmina em mãos:

    -Ei! como você consegiu as chaves?

    -Nossa como você cresceu, é você Rock?

    -É..mas me diga onde está meu pai e quem é você?

    -Bom..eu sou Jonathan, sou coléga de profissão de seu pai.

    -Hmm, acho que já houvi falar do seu nome, mas e meu pai?

    -Escuta Rock, hoje a tarde vai chegar Samuel, um velho amigo de seu pai, e vai cuidar de você agora em diante , por hora eu prometi que tomarei conta de você.

    -Mas..e meu pai?

    -Filho, tentamos mas, seu pai...

    Jonathan parte para cima de Rock e o abraça, tentando conter as lágrimas que formavam nos cantos dos olhos de Rock.Ele favala com a voz tremúla,explicando a Rockstar o que aconteceu.

    -Ele..partiu, Rock! Ele viu um arruaceiro roubando as mercadorias de um ferreiro e tentou impedir, mas...acabou gravimente ferido, tentamos fazer o máximo mas quando chegamos já era tarde, e o arruaceiro já havia fugido, o miserável é um ladrão conhecido aqui em Prontera, e em outras cidades como Morroc,Geffen, etc...


    Rockstar caiu em desespero e começou a chorar sem parar, deixando todo seu sobrepeliz molhado tentando secar suas lágrimas.

    -Rock, se acalme, você deve ter orgulho de seu pai, era um grande exemplo para todos nós!E já escutamos rumores de que o miserável está fugindo para Morroc, hoje a tarde o pegaremos! Faremos justiça em nome de seu pai.

    O menino ainda secando suas lágrimas, olha para Jonathan com um ar de seriedade, e novamente começa a chorar em soluços.

    -Hoje a tarde virá Samuel, e cuidara de ti como Athur te cuidou, fique calmo por favor, amanha faremos uma linda homenagem ao seu pai na catedral, com a presença do Rei e tudo mais!

    -Por...Favor, Jonathan, posso ir no quarto de meu pai? Quero ficar sozinho um instante.

    -Claro Rock, eu te entendo, também perdi meus pais nessa idade.

    Rockstar entra no quarto de seu pai, e tranca a porta.

    Passado algum tempo, Jonathan decide arrombar a porta, preocupado com o silêncio repentinuo de Rock.
    Jonathan arroba a porta, mas sem sinal de Rock, a não ser a janela que estava aberta com as cortinas ao vento.


    Continua.


    Última edição por -Rockstar- em Sab Ago 14, 2010 6:08 pm, editado 2 vez(es)
    avatar
    -Rockstar-
    Administrador
    Administrador

    Mensagens : 933
    Reputação : 23
    Data de inscrição : 01/07/2010
    Idade : 24
    Localização : Sacro-Império de Arunafeltz.

    Re: A História de Rockstar

    Mensagem  -Rockstar- em Dom Ago 08, 2010 2:53 am

    Capítulo IV- Vingança.
    Parte 1 [ Pegadas Contra o Deserto]
    .



    "Queremos mudar o mundo
    Mesmo que seja impossivel, tentamos.
    Talvez esse seja o sentimento nobre que nos movimenta."



    - Cade o garoto?

    Um homem vestindo um manteau escuro surge na porta da casa de Athur.

    - Você deve ser Samuel. Infelizmente o garoto sumiu, fugiu de casa.

    - E você vai continuar parado ai?

    -Eu estou aqui esperando ele voltar, outros cavaleiros estão procurando na cidade.

    O Homem sem dizer palavra alguma, entra na casa e vai ao quarto de Athur, onde retira um livro da comôda. Vira as costas ao cavaleiro sentado na sala e diz:

    - É esse tipo de coisa, que espero de vocês. A cavalaria já foi mais eficiente.

    Jonathan ainda sem enteder os fatos, se levanta e encara Samuel, onde sutilmente levanta sua capa e mostra sua Claymore.

    Samuel de costas a Jonathan apenas puxa parte do manteau que vestia sobre sua armadura e diz:

    - A minha, é maior.

    Exibindo sua Katzbalger.

    ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

    Em meio ao deserto de Sograt, estava um garoto correndo com todas as suas forças contra seu cansaso, contra sua vida. Rock, estava atrás de vingança. Pela segunda vez ficava sem uma familia.

    O jovem garoto de cabelos azul.Deixava suas pegadas entre aquelas dunas, e por mais cansado que estivesse. Não parava de correr.

    Quando finalmente avista Morroc, o sol anúnciava seu poente, e as luzes da cidade aos poucos se ascendiam. Rock, mal conseguia caminhar, sua boca estava seca, e seu corpo exausto.

    Mesmo assim, Rock se informou onde ficava a Taverna e se dirigiu para lá, ele sabia que as Tavernas são os lugares onde se mais consegue informações, principalmente de bandidos foragidos.

    Ao entrar na taverna ele vê alguns homens bêbados e brigando como forma de diversão.

    - Ei! Muleque, já pra forá daqui. Isso aqui não é lugar pra espadachins como você.

    O Garçom gritava com Rock, enquanto limpava uma das mesas que um dos bêbados havia derramado sua bebida.

    - Só quero um copo d'agua e uma informação, depois disso o senhor nunca mais me vera.

    - Tem dinheiro?

    - Não. Vim de Prontera até aqui correndo atrás do homem que matou meu pai.

    - E o que eu tenho haver com isso?

    - Meu pai, Athur Sennon, era um cavaleiro de Prontera, foi morto por um arruaceiro e pelo que me disseram ele veio para cá.

    O Garçom refletiu por um instante, e cai em rizada.

    -Mas o que você quer em garoto? Matar um arruaceiro! Há há há...

    Um arruaceiro que estava bebendo um Sograt Tropical se levanta e caminha na direção de Rock.

    - Então você acha mesmo que pode matar Ares? Suma daqui pivete.

    - Acho! Rockstar levanta a cabeça e encará o sugeito maior que ele.

    - Faz tempo que essa espelunca não tem diversão, e como sou amigo dele e faço parte de seu clã, posso chamá-lo aqui agora para dar cabo de ti.

    - Então faça isso, que eu vou vingar meu pai.

    -Franz! Vá agora chamar ele, diga para ele vir aqui e ensinar bons modos ao muleque que quer lutar com ele.

    O gatuno saiu a mando do arruaceiro que ficou ali sentado olhando para Rock e rindo.

    Já se passava das 23:00 horas quando finalmente a Taverna foi envadida por arruaceiros e alguns gatunos, e no meio daquela bagunça, entrou um arruaceiro diferente dos outros, suas vestes se destacava entre todos.

    -Então é esse o pirralho? Vai apanhar como nunca viu.

    Foi se formando uma roda em torno de Rock e do arruaceiro e todos começavam a gritar, e falar palavrões.

    -Para tornar a coisa mais divertida, não vou usar minha Adaga, em vez disso essa faca aqui estará de bom tamanho pra ti.

    Enquanto falava Ares pegava uma faca velha em cima da mesa.

    Rockstar se aproximou e partiu pra cima do Arruaceiro com sua Lâmina. Nenhum dos golpes que desferiu acertou o arruaceiro que ria e debochava de Rock.

    - Quer saber, Cansei. Esconderijo.

    Rockstar, já havia ouvido falar desta habilidade então começou a lançar varios ataques no ar, com medo de seu oponente.Quando houve uma voz rápida e um movimento mais rápido ainda:

    -Ataque Supresa.

    O Arruaceiro reaparece, com um sorriso malicioso e os olhos brilhando em direção a perna de Rock, que começava a sangrar em abundância.

    O garoto olha para sua perna e vê a faca reluzir enquanto o Arruaceiro retirava de sua perna, deixando o sangue se confundir com o brilho do metal. Rock fica atordoado e cai, desmaiado ao chão.

    - Amarrem ele, e chamem um de nossos gatunos. Quero me divertir mais um pouco.



    Enquanto os Arruaceiros amarravam Rock, houvesse um estrondo.

    A porta é arrombada, e um arruaceiro é jogado porta a dentro.

    - Finalmente achei vocês.

    Era, Samuel que sem desembanhar sua espada, caminha em direção a Rock.

    Outros Arruaceiros tentavam impedi-los mas em vão. Apenas Ares permanecia intacto, e sem se levantar de sua cadeira, apenas olhava aquele homem cortar as cordas que prendiam o menino.

    - Então? A quem devo as honras? O Arruaceiro dizia enquanto tomava seu Escarlate Praiano.

    - Sou Samuel, e vim levar o garoto.

    - E porque acha que vou deixar fazer isso?

    - Não pedi sua autorização.

    Enquanto falava, Samuel despejou na boca de Rock, uma poção branca para ele recuperar os sentidos.

    -Me solte, eu vim vingar meu pai!
    Rock falava de maneira confusa enquanto procurava sua Lâmina.

    -Você não está em condições de falar.
    Samuel olhava para o Arruaceiro, enquanto puxava o braço de Rock.

    - Cala a boca. Eu vou pegar ele!
    Rock, pegou sua espada e se pôs em posição de batalha com dificuldades.

    -Você quer realmente isso?

    -Sim, agora saia.

    Samuel puxa a espada de Rock e atira contra uma mesa próxima.

    - Arruaceiro, me dê 30 dias, em 30 dias vocês vão se enfrentar de igual para igual. Mas até lá não nos procure.

    O arruaceiro toma mais um gole de sua bebida e diz:

    - Você acha mesmo que esse muleque pode me vencer? Pode levar ele, isso aqui já perdeu a graça mesmo.

    O Cavaleiro sai da Taverna com Rockstar, enquanto os outros arruaceiros e gatunos começavam a recuperar os sentidos.


    Que o Treinamento comece!...








    [center]


    Última edição por -Rockstar- em Sab Ago 14, 2010 6:29 pm, editado 2 vez(es)
    avatar
    Icarus Morrisane
    Seeker
    Seeker

    Mensagens : 332
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 04/07/2010
    Idade : 21
    Localização : Kunlun

    Re: A História de Rockstar

    Mensagem  Icarus Morrisane em Sab Ago 14, 2010 8:47 am

    Agora eu li. Bem legal por enquanto, não se esqueça de ler a minha também la no forum da Esmero. Coitadinho do Rock, vai precisar de uma terceira familia. kkkkk
    avatar
    -Rockstar-
    Administrador
    Administrador

    Mensagens : 933
    Reputação : 23
    Data de inscrição : 01/07/2010
    Idade : 24
    Localização : Sacro-Império de Arunafeltz.

    Re: A História de Rockstar

    Mensagem  -Rockstar- em Seg Ago 30, 2010 1:34 am

    Capítulo IV- Vingança.

    Parte 2 [Confronto sobre o Farol].


    "Por mais que meu nome se apague pelas entrelinhas do seu pensamento
    Não se esqueça do meu rosto
    Para que um dia, você possa me encontrar"


    Após Samuel salvar Rockstar da morte. Rockstar ainda quer vingança por Athur Sennon, Samuel faz um acordo com Ares (o arruaceiro que matou Athur) para que em trinta dias Rock e Ares se enfrentarião de novo, caso Ares não os procurassem.

    Durante os trinta dias e vinte e nove noites, Rockstar aprendeu novas habilidades e táticas graças a Samuel, seu atual tutor.

    Enfim, que o confronto comece:

    -Então, tem alguma notícia daquele espadachim dos cabelos azuis?

    -Sim Ares, hoje de manhã foi encontrado uma folha de papel presa por uma faca na parede da nossa taverna. O subordinado retirou a folha dobrada do bolso e entregou a Ares.

    Ares começa a ler a folha sentado em um sofá na sede de seu clã.

    -Hmm, quem diria... Ele está afim de morrer mesmo, será amanhã...
    no Farol de Comodo às onze. Ares falava enquanto passava uma faca entre os dedos de uma mão e segurava a carta com a outra.

    -Porque perder tempo com ele Ares? Diz o Subordinado ainda em pé ao lado.

    -Você não entende, quando uma pessoa quer morrer, você tem que facilitar isso para ela.

    Ares se levanta do sofá, amassa a folha e a joga no chão.

    -Diga parar ninguém me perturbar hoje e amanhã, se quiserem podem ir junto comigo no Farol.

    Ares caminha em direção ao seu quarto e tranca a porta.

    "Athur Sennon... mesmo sendo seu filho não parece muito com seu pai. O que tem este espadachim de especial?" Ares abre seu armario e começa olhar para sua coleção de adagas.

    __________________________________________________________________________________________

    -Então Rock, está pronto? Samuel falava equanto passava a mão sobre os cabelos azuis do menino.

    -Tô Pronto Samuel. Obrigado por tudo que me ensinou.

    Os dois estavam a olhar o Farol de Comodo, o Sol já estava se pondo e seus raios estavam tocando o oceano.Eles sabiam o que iriam enfrentar, e que a morte era certa para um dos dois, Rockstar ou Ares.

    - Sabe Rock, não gostaria que você fosse mais um de nós.

    -Como assim Samuel?
    O menino para e olha para Samuel, sem compreender o que estava se passando.

    -Ser um assasino. Sentir este peso nos ombros, mesmo ele merecendo. Samuel faz uma pausa. Não é tão simples assim, pois é um ser humano.

    -Ele humano? Rockstar deixa os troncos, que carregava para a fogueira, cair na areia da praia. Aonde quer chegar Samuel?

    - Esqueça o que eu disse. Samuel se levanta e entrega uma presilha a Rock. Lembre-se de seu treinamento que tudo acabará bem.

    -Sim. Diz o garoto colocando o acessório em seu sobrepeliz.

    O Clima estava pesado entre eles, Rock sentia medo de ser derrotado e não poder vingar seu pai Athur. Samuel estava sério, falava pouco e ficava muito pensativo.

    __________________________________________________________________________________________

    O dia seguinte passou depressa, o Sol logo deu espaço para a Lua e suas estrelas. No Farol predominava um vento litorâneo apesar do mar ter poucas ondas. Não se via monstros, nem vozes. Apenas uma luz vinda das tochas que eram ascendidas na Ilha de Pharos.

    -Está pronto Rock? Samuel coloca a mão sobre o ombro do menino.

    -Estou, agora pode ir.Obrigado por tudo que me ensinou.

    -Espero que saia com vida, te considero como um grande amigo.

    Samuel se afasta de Rock. Deixando os dois inimigos se enfrentarem naquela arena improvisada.

    -Então seu nome é Rock? Ares retirava suas adagas do cinto.

    -Rockstar, porque quer saber? Rock retira sua espada da bainha.

    -Nada não, só gosto de saber os nomes de quem eu mato. Opa, espada nova é?

    - É uma Espada de Duas Mãos, é uma das melhores espadas para espadachins.

    -Não me interessa saber disto. O Arruaceiro já empunhava as duas adagas. Esconderijo!

    Ele desaparece sobre os olhos de Rock.

    - Achei que gostaria de saber o nome da espada que vai provar o teu sangue.
    O espadachim recua para trás, esperando o inimigo atacá-lo.

    Continua.
    avatar
    -Rockstar-
    Administrador
    Administrador

    Mensagens : 933
    Reputação : 23
    Data de inscrição : 01/07/2010
    Idade : 24
    Localização : Sacro-Império de Arunafeltz.

    Re: A História de Rockstar

    Mensagem  -Rockstar- em Ter Set 07, 2010 3:55 pm

    Capítulo IV- Vingança.

    Parte 3 [Escuridão e Luz]


    "Nós Sangramos.
    Sangramos por não entender o mundo.
    O que nos resta, é parar de sangrar e ir em frente".


    Na Ilha de Pharos estavam se enfrentando um espadachim e um arruaceiro.Perante a escuridão, o céu permanecia sem lua ou estrelas devido as nuvens que eram empurradas pelos ventos de Njord. O único som era o da espada e da adaga que uma hora ou outra cessavam.

    Algumas gotas de sangue já marcavam a Arena, Rock um pouco cansado, guardava a espada e retirava uma poção branca de seu cinto e bebia. A atadura não conseguia estancar o sangue do seu braço e ele uma hora ou outra soltava um gemido de dor.

    - Rapaz, meus parabéns você durou mais que eu esperava.

    - Não se engane, estou prestes a acabar com você.

    - É mesmo? Sinto muito mas este é seu fim.

    O espadachim percebe o som dos passos do arruaceiro que avançava rapidamente pela direita.

    -Chama Reveladora!

    Uma chama avermelhada e de forte brilho começa a girar rapidamente em volta de Rock.

    - Mas o quê?! O arruaceiro surge ao lado de Rock com a Adaga em mão.

    Rapidamente Rock se vira frente a frente ao arruaceiro e grita:

    -Golpe Fuminante!

    O golpe atinge em cheio Ares e ele recua alguns metros para atrás atordoado.Enquanto isso Rock avançava rapidamente sobre ele.

    - Co-como fez aquilo? Ares atordoado falava com dificuldade.

    - Horong na Presilha, devia ter adivinhado.

    -Acha que com esse brinquedinho vai me vencer muleque?


    O efeito do atordoamento desaparece e Ares bloqueia o golpe do espadachim com seu escudo.
    Rock tenta pela esquerda do arruaceiro, mas em vão é bloqueado novamente.

    -Seus movimentos são previsiveis de mais criança.

    Rock recua em silêncio e novamente ataca. Onde novamente é bloqueado.

    ________________________________________________________________________________________

    -Rock, agora quero que me ataque.

    -O que Samuel?

    - Não vou dizer duas vezes, anda!

    - Ta-ta bom.

    Rock avança para cima de Samuel que ficava observando os movimentos do menino.

    -Hmm, você está bloqueando todos os meus ataques...

    - Acho que to melhorando. Rock continha todos os ataques de Samuel em todos os sentidos.

    - Hehehe, mas ainda tem muito a aprender.

    - O que disse? Rock se distrai e é acertado pela Lâmina que Samuel segurava. e cai de joelhos no chão.

    -Sorte sua que é uma Lâmina, se fosse a minha espada, você não estaria aqui agora.

    -Mas como? Eu previ todos os seus movimentos!

    -Ah, Aprendizes... você não percebeu que era tudo planejado?

    -Como assim?

    - É uma técnica que eu inventei na sua idade. É bem simples, mas pega armadores como você, é assim:
    Você deve dar três golpes, durante três sequências iguais para o inimigo achar que está no controle, mas ai na quarta sequência você só executa dois golpes iguais e um diferente.

    -Hmm.. Rock se levanta com ajuda da espada e ouve Samuel.

    - Melhor dizendo: você executa um golpe pela direita, outro pela esquerda e um por cima do oponente.
    Mas durante a quarta sequência você usa um pela direita, outro pela esquerda e um novamente pela direita.Como ele irá estar com os braços levantados esperando o golpe aéreo, estará com toda a lateral desprotegida.

    - Bem interessante.

    -Mas há uma falha. O Inimigo só cairá nessa uma única vez, e contando que você terá apenas uns milésimos de segundo para dar esse golpe contrário sem que ele perceba. Por isso você deve caprichar nesse golpe, para no mínimo, ele cair no chão.

    -Entendi.
    _________________________________________________________________________________________


    -Ué? Já dessistiu Rock?

    Rock recua novamente para atrás e limpa o suor do rosto com o braço.

    -Contra você? Só estou começando gatuninho.

    -Oras, se eu fosse você não ficava com toda essa pose.

    -O que foi? Só estou te provocando.

    -VEM PRA CIMA ENTÃO!

    "Perfeito, agora que ele está provocado, até sua defesa será debilitada, mas se ele me acertar..." Rock avança sobre ele novamente.

    -IDIOTA! VOCÊ É PREVISÍVEL DE MAIS!

    " Última sequência e..." O que?!

    O arruaceiro some diante dos olhos de Rock.

    - Chama Reveladora!

    A chama novamente surge em torno de Rock.

    -Tarde de mais novato.Envenenar!

    A visão de Rock começa a embaçar e ele perde o equilibrio e cai no chão.

    -Sabe qual o seu problema? Você não reconhece que sou muito melhor que você.

    Rock continuava a aguniar no chão, e já começa a fechar os olhos.

    -ROCKSTAR! Samuel tenta passar e ir salvar Rock. Mas é segurado pelos outros arruaceiros.

    -Como sou um cara legal Rock, prometo que serei rapido.

    O Arruaceiro se aproxima ao corpo de Rock e se abaixa para dar o golpe de misericórdia.

    -Adeus muleque..

    -GOLPE FUMINANTE!

    O Arruaceiro voa longe e quebra seu broquel durante a queda.

    -Mas como?

    Rockstar gospe um pedaço de erva verde no chão.

    -Bem simples. Erva Verde..conhece? Agora fica mais fácil de te acertar.

    - Seu bastardo!

    - Me chame de Espadachim.

    O Arruaceiro se levanta novamente e parte para o ataque.

    Ambos disferem golpes e ambos se bloqueiam.

    - " Minha última chance" Rock prepara-se para dar a ultima sequência de golpes.

    -Agora! Rockstar puxa sua espada o máximo para atrás e solta seu golpe final pela direita.

    Rock acerta o arruaceiro nas costelas, este cai novamente no chão de forma que não consegue mais levantar.

    -Acabou Ares.

    -Des-graçado... Ares gospe sangue e mal consegue falar.


    - Não vou te matar Ares, não me tornarei um assassino como você. Mas caso venhas atrás de mim, não vou lhe poupar. Eu juro.

    -Quem você pensa que é?!

    Rockstar vira as costas para Ares e começa a caminhar em direção a Samuel.

    -Bom trabalho garoto!

    -Obrigado Samuel, acho que agora finalmente vinguei meu pai. Rock olha para o céu nublado.

    -Fica tranquilo, ele deve estar orgulhoso. Agora vamos para Comodo, passar a noite. Depois disso, preciso retornar a Rachel.

    -Fazer o que lá?

    -Tenho que resolver uns negócios. Enquanto isso, você deve acabar seu treinamento como espadachim e se tornar um cavaleiro.

    Rockstar fica em silêncio, pensativo. Enquanto os dois seguiam para Comodo.

    _____________________________________________________________________
    "O Arruaceiro Ares, nunca mais foi visto, pouco se sabe até então. Muitos dizem que foi morto por outro arruaceiro que tomou o seu lugar. Mas também há outros que falam que foi capturado assim que chegou em Morroc pela Cavalaria de Prontera."
    avatar
    -Rockstar-
    Administrador
    Administrador

    Mensagens : 933
    Reputação : 23
    Data de inscrição : 01/07/2010
    Idade : 24
    Localização : Sacro-Império de Arunafeltz.

    Re: A História de Rockstar

    Mensagem  -Rockstar- em Dom Out 31, 2010 1:24 am

    Principais Personagens da Fanfic


    Desculpe a demora para postar a parte final do 1º Volume desta fanfic, já que o volume 2 aplicarei novas ideias, recursos e dicas que aprendi aqui com vocês que tanto me ensinaram. Bom, voltando ao foco, a demora ocorreu pois estou sem tempo para desenhar e queria fazer caprichado, espero que gostem!


    Rockstar, quando Espadachim:
    Spoiler:

    Rockstar, o personagem pricipal da fanfic. Em sua infância como qualquer garoto da sua idade era inocente e totalmente dependente de seu pai Athur Sennon.Porém de uma hora para outra perde seu bem mais precioso, e sem pensar duas vezes corre atrás de seu inimigo: Ares.
    Rock, era um pouco mimado quando pequeno, porém possui coragem suficiente para lutar contra o assassino, munido apenas de seus ideais, que se misturam com o doce sabor de vingança.

    Frase :
    "Queremos mudar o mundo
    Mesmo que seja impossivel, tentamos.
    Talvez esse seja o sentimento nobre que nos movimenta."



    Athur Sennon:


    Spoiler:

    Athur Sennon, o homem que salvou a vida de Rock e o adotou. Athur era um exemplo a ser seguido na cavalaria em Prontera, não como melhor guerreiro em combate, mas na manutenção da paz e ordem de Prontera. Athur era muito inteligente, gentil e bondoso, sua personalidade ascende mais para o sacerdotismo, porém em sua infância foi incentivado pelos pais a seguir o caminho da espada e trazer a paz e dignidade a todos que precisam.
    Athur era o melhor e único amigo de Samuel, ambos se conheceram na cavalaria. Athur conduzia uma investigação sobre o passado de Rock e sua relação com Rachel, mas seu trabalho ficou incompleto devido sua morte. Atualmente Samuel cuida das investigações do falecido amigo.

    Frase:


    "Na escuridão da noite, a Lua vangloria seu brilho mostrando sua grandiosidade.
    Mesmo assim, as estrelas persistem em brilhar
    Porque elas sabem que a Lua apenas reflete o brilho de uma estrela."

    Ares:

    Spoiler:

    Ares, líder de um clã de arruaceiros em Morroc. Ares saqueava pequenas lojas de ferreiros e alquimistas, possuia um enorme recentimento com cavaleiros, odiava a tamanho ponto de matar todos que pudesse. Seus motivos são devido ao passado sombrio do pobre gatuno, quando pequeno presenciou o fim de sua familia pelas mãos de cavaleiros corruptos, desde então sustenta esse sentimento.

    Quando derrotado pelas mãos do pequeno espadachim, Ares desaparece deixando um rastro de inúmeros boatos a seu respeito.

    Frases:

    "Abra suas Asas e voe
    Mesmo que elas sejam cortadas
    Não desista do sonho de liberdade."

    "Por mais que meu nome se apague pelas entrelinhas do seu pensamento
    Não se esqueça do meu rosto
    Para que um dia, você possa me encontrar"


    Samuel:

    Spoiler:

    Samuel, já foi um dos melhores cavaleiros em combate que a cavalaria possuia. Também, melhor amigo de Athur Sennon, no entanto os motivos que levaram os dois a se tornarem amigos ninguém entende.
    Alguns anos após resgatar Rock junto com Sennon, Samuel abandona a cavalaria, possuindo grande desprezo pela mesma, o único motivo de não tê-la destruido com as próprias mãos foi graças ao seu amigo.

    Após a morte de Athur, Samuel como havia prometido a dez anos atrás, fica com a guarda da criança e passa a ensiná-la alguns macetes da espada, embora não tenha a mínima noção de como se cria uma criança, se da muito bem com Rock.

    Samuel possui um passado obscuro, relacionado com sua espada, a ponto de abandonar a cavalaria e desaparecer por um longo período, apenas volta a Prontera após saber a morte do seu amigo.

    Frase:

    "Nós Sangramos.
    Sangramos por não entender o mundo.
    O que nos resta, é parar de sangrar e ir em frente".

    _________________________________________________________

    Significado dos nomes:

    Athur Sennon:

    O nome Athur, vem da lenda do Rei Arthur, que teria sido um dos melhores reis da Grã-Bretanha.

    Ares:

    Na mitologia grega, Ares era filho do famoso Zeus e Hera. Embora muitas vezes tratado como o deus olímpico da guerra, ele é mais exatamente o deus da guerra selvagem, ou sede de sangue, ou matança personificada.


    Samuel : Foi um nome aleatório que surgiu na minha cabeça mas a principio seu significado é:

    Foi chamado pelo Senhor. Sua origem é hebraica.

    Rockstar:

    Como se trata de meu personagem no Ragnarok, quis manter seu nome original. Porém tem uma explicação, embora nem Rock sabe ainda a origem de seu nome, a verdade é que foi escolhido por Samuel ainda na Pradaria Audhumbla por dois motivos:

    O manto negro na qual foi encontrado, e por seu choro durante o trajeto a Rachel, que segundo Samuel, lembra uma música de um bardo. Mesmo não entendendo, o que isso tinha haver com o nome, Athur achou bonito e batizou a criança com esse.
    avatar
    Albert H. Johny
    Administrador
    Administrador

    Mensagens : 108
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 04/07/2010
    Idade : 21
    Localização : Rune-Midgard

    Re: A História de Rockstar

    Mensagem  Albert H. Johny em Seg Nov 01, 2010 4:40 pm

    História beeem elaborada, não vi erros gráficos graves, e os desenhos estão impecáveis u-ú
    Rock, você tem futuro nisso Wink
    avatar
    Ikke
    Hodremlin
    Hodremlin

    Mensagens : 146
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 28/03/2011
    Idade : 26
    Localização : Brasilis

    Re: A História de Rockstar

    Mensagem  Ikke em Ter Mar 29, 2011 8:34 pm

    História muito bem elaborada, ótimo enredo e final..

    Um dia farei uma história assim!!

    avatar
    -Rockstar-
    Administrador
    Administrador

    Mensagens : 933
    Reputação : 23
    Data de inscrição : 01/07/2010
    Idade : 24
    Localização : Sacro-Império de Arunafeltz.

    Re: A História de Rockstar

    Mensagem  -Rockstar- em Ter Mar 29, 2011 9:20 pm

    Valeu Fico feliz que gostou ^.^

    Falta a sua história o/

    Abraços, Rockstar.


    _________________

    Servidor Thor. Role-playing game. Click na assinatura. Obrigado Eddie.
    Fanfics:

    A História de Rockstar A história de um espadachim sedento por vingança Aventura (completa)
    Clérigo Um universo onde o bem e o mal é tênue Suspense (em progresso)
    avatar
    Ikke
    Hodremlin
    Hodremlin

    Mensagens : 146
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 28/03/2011
    Idade : 26
    Localização : Brasilis

    Re: A História de Rockstar

    Mensagem  Ikke em Qua Mar 30, 2011 8:29 am

    Já estou trabalhando nela, pensei e colocar alguns Print's que tirei durante minha jornada pelo rag para imcrmentar, em breve vc estarão lendo "Contos de um Jovem Espadachim."

    Baseadas em fatos reais Ragnarokianos..

    Abração

    Conteúdo patrocinado

    Re: A História de Rockstar

    Mensagem  Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Seg Maio 21, 2018 4:33 pm