[ Relatório ~ RP ] A Ameaça

    Compartilhe
    avatar
    Albert Johny
    Gremlin
    Gremlin

    Membro
    Mensagens : 56
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 17/01/2012
    Idade : 21

    [ Relatório ~ RP ] A Ameaça

    Mensagem  Albert Johny em Seg Fev 27, 2012 2:58 pm



    Relatório da [ RP ] A Ameaça





    Em Lighthalzen, os guardiões reuniram-se no início da tarde, na residência de Albert H. Johny, para auxiliá-lo em uma importante missão: resgatar a esposa do General - Elizabeth F. Rosenburg. Alguns dos aventureiros estavam em pequena tensão, mas ninguém presente naquela sala estava tão sério e tenso como Albert. Logo, seus lábios começaram a se mover, e com eles soava sua voz aparentemente calma, mas com um tom rígido.

    - Bem, creio que vocês sabem o motivo de estarem aqui. Albert falou, e todos concordaram.
    - Bom, como sabem então, eu recebi uma carta nos últimos dias, e o papel parecia estar sujo de alguma substância vermelha - provavelmente, sangue. E - Albert é interrompido, sem intenção maliciosa, por Freki.
    - Albert, o que havia na carta? Freki em sua inocência, perguntou, e Albert respondeu em rudeza. - Não me interrompa, Freki.

    Freki logo percebeu que Albert - apesar de demonstrar indiferença - estava nervoso e hostil. Logo, Albert retornou a sua fala.

    - Enfim. Recebi uma carta nos últimos dias, e nela havia escrito algo do gênero: "General Albert Johny, estou com o que despedaçou seu coração e você a valoriza muito. Estou com sua esposa Elizabeth F. Rosenburg. Não estou interessado em seu dinheiro, mas quero que você NÃO faça algo. Deixe de frequentar as reuniões relacionadas a Guerra Continental, ou o sangue de sua esposa escorrerá pela garganta."

    A frieza escrita pelo sequestrador era reproduzida e amplificada com a voz de Albert em seu estresse, e os guardiões começaram a temer o pior.

    - Eu fui investigar e procurar por algo conveniente, para ajudar a encontrar Elizabeth. Fui até a mansão Rosenburg, e um dos mordomos de Elizabeth disse ter visto uma carta suspeita em uma mesa. A carta solicitava um encontro entre ela e o sequestrador, e o estranho é que a caligrafia usada na carta é idêntica a minha. Provavelmente, o sequestrador tentou se disfarçar de mim. Albert disse.
    - Um sujeito esperto. O elfo Siegifried falou baixo.
    - Agora mesmo, estamos perdendo tempo. Albert falou com pressa.
    - Então, porque não nos dividimos em grupo? Freki expressou sua ideia, e Albert logo concorda e divide os grupos, dando a localização onde cada grupo deveria ir. Albert, Yuuki e Siegifried dirigiam-se até os trilhos do trem, na procura de um guarda que possa ter visto alguém estranho por volta de 23h45min na noite anterior. Freki, Riori e Saga foram para o hotel, procurando por algum registro de hóspedes recentes, para obter uma lista de suspeitos.





    Albert e seu grupo chegam aos trilhos, e o guarda precipitado, fala levando a mão a bainha de sua espada.

    - Não podem passar.
    - Não estamos aqui para atravessar até a favela. Estamos aqui a procura de informações.
    Albert falou, recuando com poucos passos. - Sabe se havia algum homem ontem à noite, por volta das onze horas, de aparência suspeita?
    - Hmm, creio que sim. O guarda se esforçava para recordar claramente. - Sim, sim. Eu estava descendo o morro para trocar o turno, quando olhei para baixo e vi um homem de capote e quepe, com uma grande bagagem nos ombros.
    - Por acaso você tem alguma noção de onde o homem foi? Albert falou.
    - Acho que ele foi para o Aeroplano, já que ele carregava uma mala.
    - Obrigado pela informação. Albert encerrou a conversa, dando um sinal com a mão para o grupo acompanhá-lo até o hotel, para o encontro do outro grupo.




    Ao entrar no hotel, o grupo estava conseguindo os registros com Riori - que se escondia em furtividade, enquanto os outros distraiam os funcionários com conversas, e Riori vasculhava as gavetas do balcão atrás de algumas pastas, e assim a missão teve sucesso adquirindo um nome: Louis Barrymore. Com o grupo completo, Albert e os aventureiros que o auxiliava dirigiam-se ao Aeroplano, para procurar informações com o Capitão, e as comissárias de bordo. Ao entrar na sala do capitão, uma jovem moça de cabelos curtos e loiros conversava com o capitão Tarlock.




    - ... Estou procurando por Elizabeth F. Rosenburg, por - A jovem foi interrompida com a entrada dos guardiões na sala, e assustada, sua mão foi levada à bainha de sua espada, removendo-a de seu encaixe no cinto na moça.

    - Quem são vocês? A mulher falou um pouco assustada com a quantidade de pessoas.

    - Somos os guardiões de Freya. Freki disse. Mas Albert antercipou-se removendo sua espada, com a precipitada ideia de que a mulher possa ser uma serva do suposto nobre que sequestrou Elizabeth. - Você é da família Barrymore?

    - Barrymore? A familia de malditos? A mulher falou com desprezo, e revelando seu nome em seguida.

    - Eu sou a Baronessa Eruyt F. Rosenburg.
    - Rosenburg? Você é da família de Elizabeth? Albert recolhe sua espada.
    - Sou a prima de primeiro grau de Elizabeth, mas ela me considera uma irmã para ela. E... creio que estão a procura de Elizabeth, certo? Albert e os outros concordam, e a baronessa ofereçe informações. De acordo com o capitão, o homem embarcou em Izlude - o próximo destino dos guardiões, logo Eruyt não os seguiu por razões pessoais.

    Chegando em Izlude, os homens são surpreendidos por guardas, que impediram sua continuação por segundos, e isso deixaram os guardiões ainda mais tensos.

    - Vocês... viram este homem? O guarda estende um cartaz, com o rosto de um homem chamado Alois Barrymore. Conclui-se rapidamente que Louis Barrymore não existia, era apenas um pseudônimo.



    E num breve desviar de olhar, Albert avistou um homem na sombra, que corria velozmente. Os guardiões começaram a seguir Albert, que corria atrás do homem - provavelmente, o nobre sequestrador. Após uma longa correria, todos chegaram até um ponto afastado da cidade, nos campos de Prontera. Ao finalmente cessarem a corrida, o homem revelou-se o sequestrador, e desafia o grupo para um duelo. Alois revelou-se habilidoso e extremamente rápido, derrubando Freki e outros do grupo. Porém, no momento do contra-ataque, Saga conjurou um trovão de Júpter, que dilacerou suas vestimentas, e o deixou desabilitado para qualquer defesa. Com Yuuki e Freki atordoados, Riori aproveitou o momento de fraqueza de Alois, e apunhalou-o com um arco e flecha, deixando gravemente ferido. Assim, Albert aproximou-se lentamente do homem com sua espada em mãos.

    - Alois Barrymore, você já cometeu vários crimes, e entre eles havia o de manchar o nome de minha família, sequestrando minha esposa e difamando a nobre família Rosenburg. Me diga, você deseja morrer aqui ou ir para a cadeia? Albert sussurava, apresentando-se frio e indiferente no momento, ao dizer a última frase. Fraco, mas capaz de falar, Alois sussura para Albert com um tom de ódio e desprezo.

    - Não importa para onde eu vou, eu vou ser morto de qualquer forma...
    - Então, há algo que queira dizer?
    Albert continuou a murmurar.

    - Sim... Apodreça em... Nilfheim, maldito... Alois deu sua última risada, para provocar Albert. O mestre-ferreiro apontou sua espada para a barriga do nobre, encravando-a lentamente para cima, até alcançar o coração. Alois tentava gritar pela dor, mas seu coração começara a retardar os movimentos de seu pulso, e assim, Alois morre.



    Alguns dos membros do grupo começaram a olhar para Albert com medo, ou talvez com contradição, em relação ao ato ediondo de Albert. Freki logo se recupera e consegue andar, levando sua mão ao ombro de Albert.
    - Fez a coisa certa.

    Albert vai em direção a Elizabeth, que logo restaura sua consciência.

    - Albert... Eu pensei sobre você... Eliza fala baixo por ainda sentir-se fraca.
    - Pensou sobre o quê?
    - Eu o perdoo dos seus pecados... mesmo sendo seu trabalho... A culpa não é sua... Elizabeth sorri, e Albert responde com outro.

    Elizabeth recebe os cuidados dos machucados, feitos por Alois nos joelhos da sábia, para que ela não pudesse andar. Albert e Elizabeth reataram seu relacionamento, e a rotina dos guardiões volta ao que era momentos atrás.


    [FIM ]



      Data/hora atual: Ter Out 24, 2017 7:07 am